em

28 municípios baianos serão beneficiados com ampliação da cobertura 4G e fibra ótica até 2021

O Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi celebrado entre a Anatel e a TIM, nessa terça-feira (07)

(Imagem ilustrativa/Pixabay)

Um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) celebrado entre a Anatel e a TIM, nessa terça-feira (07), vai permitir a chegada e ampliação do sinal 4G e de fibra ótica para diversos municípios brasileiros, entre eles 28 baianos, até 2021. O TAC prevê, por meio de projetos estruturantes, levar 4G para 449 municípios ainda não atendidos por essa tecnologia; conectar 238 municípios com fibra ótica; e levar 4G, com 700 MHz, a 1.388 municípios.

“A chegada e ampliação do sinal 4G, bem como a conexão dos municípios com fibra ótica, são benefícios que ampliam a qualidade de vida das pessoas e potencializa o desenvolvimento econômico e social das localidades atendidas”, ressalta o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro.

“Esta ampliação não se restringirá a estes municípios, sendo que a partir de 2022 e 2023 outros municípios da Bahia também terão cobertura 4G e também serão conectados com fibra ótica”, afirmou Leandro Guerra, diretor de relações institucionais da TIM Brasil.

(Imagem ilustrativa/Pixabay)
(Imagem ilustrativa/Pixabay)

Na Bahia, novas coberturas 4G serão ativadas até dezembro em Barra, Ipecaetá, Itapicuru, Macajuba, Nova Ibiá, Pedrão, Quijingue, Tanhaçu, Várzea da Roça e Varzedo. O município de Jaguaribe vai receber a ativação até junho de 2021 e, até dezembro de 2021, o sinal será ativado em Caetanos, Caldeirão Grande, Dário Meira, Manoel Vitorino, Muquém do São Francisco, Piripá, Rodelas, São Desidério e Vereda.

Já Gandu, Itambé, São Gonçalo dos Campos e Ubaitaba receberão ampliação do sinal 4G, com a frequência de 700 MHz, com ativação prevista até julho de 2021. Cândido Sales, Cícero Dantas, Livramento de Nossa Senhora e Piatã serão conectados com fibra ótica até junho de 2021.

O TAC com o Grupo Tim engloba os temas Direitos e Garantias dos Usuários, Qualidade, Ampliação do Acesso e Fiscalização e foi aprovado pelo Conselho Diretor da Anatel, em sua versão final, em 18 de junho de 2020 e tem valor de referência de R$ 639 milhões. O Termo já foi aprovado também pelo Tribunal de Contas da União.

Da Redação, com colaboração*

Envie seu conteúdo para análise editorial: redacao@folhageral.com.br
Conheça as condições em https://www1.folhageral.com/termos-e-condicoes

(Imagem: Folha Geral/Divulgação)

Bahia registra 3.582 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Sede TCM Bahia. Foto: Divulgação

TCM alerta sobre falta de transparência com gastos no combate à covid-19