em

Inovação no campo: como a tecnologia tem ajudado o agronegócio a crescer

Drones, softwares e tratores com GPS e automatizados são algumas das inovações que fazem da agricultura um dos carros-chefe da economia brasileira mesmo no período de crise econômica

Ilustração. Foto: Pixabay

Em 2017, a Confederação Nacional da Agricultura (CNA) estimou que a participação do setor de agricultura na economia nacional foi o maior da última década. Segundo a instituição, as atividades agrícolas foram responsáveis por mais de 23% do Produto Interno Brasileiro (PIB) em 2017.

A tendência é que a boa participação no PIB seja mantido. Segundo alguns especialistas, essa participação tem crescido porque os empresários do campo, sejam eles de pequeno, médio ou grande porte, investem em tecnologia em uma tentativa de efetivamente instalar a agricultura 4.0 que é mais moderna e eficiente.

E foi-se o tempo que o interior brasileiro, onde se concentra grande parte de nosso agronegócio, era aquele cenário arcaico e atrasado dos contos de Monteiro Lobato. O Brasil do Jeca Tatu não só ficou no passado e nos relatos literários como tem sido uma das referências latino-americanas na utilização de diversas tecnologias e softwares no campo.

Crescimento exponencial da agricultura brasileira

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a agricultura nacional teve um crescimento exponencial nas últimas décadas.

Em 1996, por exemplo, a agricultura produzia quase 2 mil quilos de grãos por hectare. Vinte anos depois, em 2016, esse número quase dobrou, chegando perto dos 4 mil quilos por hectare. 

Os especialistas entendem que esse salto se deve à crescente utilização de tecnologias que vão desde a preparação da semente e do solo até o acompanhamento do escoamento da produção.

Principais tecnologias utilizadas no campo

A partir de alguns investimentos em infraestrutura que permitiram, por exemplo, que as redes de internet 4G chegassem ao campo e pudessem ser adequadamente utilizadas pelos fazendeiros e proprietários, foram muitas as possibilidades de implementação de tecnologia.

Tratores com Geolocalização por Satélite (GPS), utilização de drones para o rastreamento e acompanhamento do plantio e da colheita, além de softwares que acompanham o progresso da colheita e indicam as melhores tomadas de decisão para o agricultor são algumas das possibilidades de modernização e melhoramento do campo.

Trator com GPS e piloto automático 

A posse de veículos para o trabalho em terrenos adversos é uma das primeiras demandas de todo agricultor. Aqueles carros velhos, que precisavam de guincho para chegar ou sair do local do trabalho, são coisas do passado. Também foi-se a época em que os funcionários se perdiam no terreno e trabalhavam em uma área desnecessária.

Hoje em dia, os tratores contam com sistema de Geolocalização por Satélite (GPS) que permitem que os trabalhos sejam realizados nos lugares corretos, com grande precisão do processo.

Além disso, alguns modelos podem ter pilotos automáticos, dispensando o desgastante trabalho de pilotar um trator. E as inovações não param por aí: ar condicionado e câmbio automatizado também são realidade em muitos desses equipamentos.

É válido notar ainda que, embora pareça revolucionário, propriedades de pequeno porte têm investido nesse tipo de inovação justamente por ajudar no processo de plantio e preparo do solo.

Pulverizadores inteligentes

Outra tecnologia que revoluciona positivamente as atividades no campo são os pulverizadores inteligentes, que através de softwares conseguem perceber que uma área já foi pulverizada e que, portanto, não precisa receber nova carga de produtos.

Drones que rastreiam a propriedade

Muito utilizados nos ambientes urbanos para fazer imagens panorâmicas, os drones também começam a tomar o campo. A utilização é bem variada e pode incluir tanto proteção da propriedade contra possíveis ataques de invasores e animais, quanto controle da qualidade no plantio e na colheita.

Muitas empresas têm empregado o drone, por exemplo, para observar a qualidade das sementes. Se há alguma praga na plantação, as imagens a acusam e, assim, a equipe técnica, como os engenheiros agrônomos, podem intervir a tempo de salvar a colheita.

Softwares que ajudam na tomada de decisões

Outra tecnologia que tem sido ostensivamente empregada na agricultura brasileira são os mais diferentes softwares que ajudam os agrônomos e engenheiros nas tomadas de decisão.

Muito comuns em empresas de varejo ou de serviços, por exemplo, essas inovações têm chegado no campo para dar suporte justamente na racionalização, modernização e maior controle do processo.

Esses softwares têm diversas funcionalidades. Podem tanto dar projeções sobre aspectos climáticos e de esgotamento de recursos minerais do solo quanto dar estimativas da colheita e ajudar nos diversos cálculos para o escoamento da produção, por exemplo. A inovação tecnológica, que chega ao campo e passa a ser utilizada em larga escala é muito importante para dar mais robustez à nossa produção agrícola, e tem feito deste setor um dos carros-chefe da economia nacional, mesmo em períodos de grave crise econômica.



Patrocinador
Loading...
Ilustração. Foto: Divulgação

Gerar energia solar no próprio telhado é a modalidade mais usada por consumidores

Foto: Divulgação/UNIFASB

UNIFASB e SOMEB se unem e assinam contrato para a construção do Hospital Universitário, em Barreiras