em de

Celebrações marcam homenagens a Irmã Dulce

Missa solene, celebração dedicada aos romeiros e caminhada marcam últimos dias da agenda festiva em homenagem a Irmã Dulce

Celebrações marcam homenagens a Irmã Dulce. Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Embalados pela expectativa da Canonização de Irmã Dulce, milhares de fiéis, a programação da Festa em honra à Bem-Aventurada Dulce dos Pobres entra em sua etapa final nos próximos dias com grandes homenagens ao Anjo Bom. Celebração dedicada aos romeiros, caminhada e missa solene estão entre os eventos que integram a agenda festiva até o dia 13 de agosto, data oficial da festa litúrgica da freira baiana. Com a Canonização de Irmã Dulce, cuja cerimônia será realizada em 13 de outubro, no Vaticano, a religiosa passará a ser chamada de Santa Dulce dos Pobres e terá como dia litúrgico o 13 de agosto.

Entre os momentos da programação está a Missa do Romeiro, que vai reunir centenas de devotos de diversas partes da Bahia neste sábado (10), às 9h, no Santuário da Bem-Aventurada (Avenida Dendezeiros do Bonfim). Já no domingo (11), às 8h, acontece a Caminhada Irmã Dulce, com saída da Igreja do Senhor do Bonfim em direção à igreja da beata. Em sua terceira edição, a caminhada é promovida pelo Rotary Internacional / Distrito 4391 e está atrelada a uma importante ação em beneficio das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID): arrecadar recursos para a construção da sala da ressonância magnética da instituição, serviço que realiza exames de imagem em alta definição e será utilizado principalmente para o tratamento de pacientes oncológicos. Para colaborar com o projeto basta adquirir a camisa da caminhada (valor de R$ 10), à venda na Loja Irmã Dulce (Av. Dendezeiros do Bonfim, 161, Bonfim).

O ponto alto da agenda de homenagens a Irmã Dulce será a Missa Solene, no dia 13 (terça-feira), às 9h, no Santuário da religiosa, presidida pelo arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger. Aguardada com bastante expectativa por milhares de devotos e admiradores da vida e obra de Irmã Dulce, a celebração vai contar também com as presenças do miraculado Maurício Moreira, da cantora Margareth Menezes e do músico Waldonys. A nona edição da Festa em honra à Bem-Aventurada tem como tema Irmã Dulce, uma santa do nosso tempo. Somos todos chamados à Santidade, e só os santos podem renovar a humanidade. “Nesse momento em que vivenciamos um tempo de graça pela festa dedicada a Irmã Dulce, somos todos chamados a viver essa grande vocação. Que nós possamos seguir o exemplo da Mãe dos Pobres praticando a solidariedade, a caridade, a doação e o amor ao próximo”, declarou o reitor do Santuário do Anjo Bom, frei Giovanni Messias.  

O 13 de agosto – Por ocasião de sua Beatificação, ocorrida em maio de 2011, Irmã Dulce recebeu o título de Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, tendo o dia 13 de agosto como data oficial da celebração de sua festa litúrgica. O significado da data remete a 1933, quando a jovem Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes ingressou na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, no Convento de Nossa Senhora do Carmo, em São Cristóvão (Sergipe). Naquele mesmo ano, no dia 13 de agosto, com 19 anos de idade, ela recebeu o hábito e adotou, em homenagem à sua mãe, o nome de Irmã Dulce.

Nascida em 26 de maio de 1914, na cidade de Salvador, Maria Rita começou a manifestar interesse pela vida religiosa desde cedo, ainda no início da adolescência. Aos 13 anos de idade, já atendia doentes no portão de sua casa, no bairro de Nazaré. Sempre com muita fé, amor e serviço, o Anjo Bom iniciou na década de 1930 um trabalho assistencial nas comunidades carentes, sobretudo nos Alagados, conjunto de palafitas que se consolidara na parte interna do bairro de Itapagipe, na capital baiana.

Em 1949, Irmã Dulce ocupou um galinheiro ao lado do convento, após a autorização de sua superiora, com os primeiros 70 doentes. A iniciativa marca as raízes da criação das Obras Sociais Irmã Dulce, instituição que abriga hoje um dos maiores complexos de saúde 100% SUS do país, com 3,5 milhões de atendimentos ambulatoriais por ano. Irmã Dulce faleceu no dia 13 de março de 1992, aos 77 anos.

Canonização 

O Papa Francisco promulgou, no dia 13 de maio de 2019, o decreto que reconhece o segundo milagre atribuído à intercessão de Irmã Dulce, cumprindo-se assim a última etapa do processo de Canonização da beata baiana. A cerimônia de Canonização de Irmã Dulce acontecerá no dia 13 de outubro de 2019, no Vaticano, às 10h (horário local), presidida pelo Papa Francisco. Oficialmente, ela passará a ser chamada de Santa Dulce dos Pobres e terá como data litúrgica o dia 13 de agosto. A freira, conhecida como o Anjo Bom da Bahia, se tornará a primeira santa brasileira da nossa época e sua canonização será a terceira mais rápida da história (27 anos após seu falecimento), atrás apenas da santificação do Papa João Paulo II (9 anos após sua morte) e de Madre Teresa de Calcutá (19 anos após o falecimento da religiosa).

O segundo milagre atribuído à Mãe dos Pobres reconhecido pelo Vaticano é a cura da cegueira de José Maurício Moreira, 50. Natural de Salvador, o músico Maurício teve o diagnóstico de um glaucoma muito sério, descoberto tardiamente e já em estado avançado. Ele ficou totalmente cego de ambos os olhos e assim permaneceu por 14 anos. Em 2014, Maurício teve uma conjuntivite muito grave e sofrendo com fortes dores, pegou a imagem de Irmã Dulce que pertencera a sua mãe, a colocou sobre os olhos e, com muita fé, fez uma oração pedindo a intercessão do Anjo Bom para que aliviasse as dores daquela inflamação. “Ao acordar, comecei a ver a minha mão. Entendi que Irmã Dulce tinha operado um milagre. Ela me deu muito mais do que eu pedi: eu voltei a enxergar”.

Sobre as Obras Sociais Irmã Dulce

Entidade filantrópica sem fins lucrativos, as Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) são uma espécie de ‘holding social’ constituída por 21 núcleos que prestam assistência à população de baixa renda nas áreas de saúde, assistência social e educação, dedicando-se ainda à pesquisa científica, ensino médico, preservação e difusão da história de Irmã Dulce e gestão de unidades públicas de saúde. Hoje, a OSID é considerada pelo Ministério da Saúde um dos maiores complexos de atendimento 100% SUS do País, responsável por cerca de 2,5 milhões de atendimentos ambulatoriais por ano. Atualmente, somente na sede, em Salvador, Bahia, a instituição conta com mais de 2 mil funcionários, além de 320 médicos e 125 voluntários.

PUBLICIDADE

Publicidade

Teste grátis por 14 dias. Se você gostar, assine utilizando o cupom: LC3JQAWPE3XK74E e ganhe 20% de desconto durante 1 ano. Saiba mais em: Conheça o G Suite


*Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Antes de comentar, leia os Termos e Condições de Uso.

Deixe sua opinião

PUBLICIDADE

Loading...
Sue Lasmar. Foto: MF Press Global

6 dicas da diva fitness Sue Lasmar para aproveitar o inverno e ficar em forma no verão

Angel da Victoria's Secret, Fabiana Semprebom grava clipe com MadHouse. Foto: Divulgação

Angel da Victoria’s Secret, Fabiana Semprebom grava clipe com MadHouse