em

Professor dá dicas para candidatos do concurso do TJ-CE

Língua Portuguesa será o grande diferencial do certame que vai contratar oito técnicos judiciários para início imediato


O professor de Direito Penal Alexandre Zamboni afirma que a grande novidade da prova que vai selecionar 328 candidatos para trabalhar no Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) é a ausência de questões sobre Raciocínio Lógico e Informática. Segundo ele, os temas são comuns em certames de órgãos judiciais brasileiros ou mesmo em exames organizados pela Fundação Getúlio Vargas. Ele acredita que a estratégia principal é acertar metade de cada bloco de perguntas.

“Se o candidato acertar as 22 de Português ele terá atingido e até passado o mínimo do bloco (15 questões), mas levaria ponto de corte por ter zerado as oito questões de Organização Judiciária e Direito das Pessoas com Deficiência, por exemplo”, explicou.

“Em segundo lugar, ele precisa livrar o corte na objetiva, ficar classificado até a posição 540ª na área judiciária e 180ª na área administrativa”, completou.

Para Zamboni, a Língua Portuguesa é o principal ponto da prova: com 22 questões, é o maior bloco de perguntas do exame. Assim, ele orienta que os candidatos precisam se atentar para a Ortografia, Morfologia, Sintaxe, Concordância, Regência e a Acentuação das palavra. “Estude sobre o tipo de texto que o edital quer que você redija, qual seja, dissertativo-argumentativo”.

Na avaliação do professor, a prova terá uma dificuldade “média”. “As provas da FGV costumam ser cansativas, justamente por haver bastante textos. Nada desesperador, contudo, é preciso calma e confiar no seu conhecimento”, explicou. “As maiores pegadinhas da FGV envolvem informações que o candidato desatento costuma passar ‘batido’, como datas, prefixos e sufixos”, continuou.

A avaliação discursiva do concurso do tribunal cearense valerá 20 pontos na nota final e será composta de uma redação de ao menos 20 linhas com um tema geral relacionado ao conteúdo de Conhecimentos Específicos. A correção levará em conta dois critérios: a estrutura textual (15 pontos) e gramática (5 pontos).

O edital TJ-CE foi publicado na metade de julho e tem inscrições abertas até dia 20 de agosto. Os candidatos acessam a ficha de registro no site da Fundação Getúlio Vargas e precisam pagar uma taxa de R$ 58. As provas serão realizadas no dia 15 de setembro.

O tribunal oferece oito vagas de técnico judiciário (ensino médio) com salário de R$ 5 mil para início imediato: sete para a área judiciária e uma para o administrativo. O órgão ainda vai formar um cadastro de reserva com 320 nomes. Quem for contratado para a área judicial será enviado para comarcas no interior do Ceará, enquanto os profissionais da área administrativa vão trabalhar na capital Fortaleza. O último concurso do tribunal aconteceu há cinco anos, quando 321 pessoas foram convocadas após o exame.



Patrocinador
Loading...
Ballistix Elite DDR4 4000MHz. Foto: Divulgação

Micron anuncia memória Ballistix Elite DDR4 4000MHz

Foto: Carol Garcia/GOVBA

Bahia ganha novos voos da Latam e rota Salvador-Santos Dumont