em

Número recorde de jornalistas que buscam carteira internacional para sair do país

Ilustração. Foto: Pixabay

Marco Barreira, jornalista e funcionário do SJPERJ (Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro) associado a FENAJ (Federação Nacional dos Jornalistas), único órgão oficial para jornalistas que querem adquirir a carteira internacional, diz que aumentou o número de jornalistas brasileiros que procuram a Fenaj para adquirir a carteira internacional e sair do país.

“A procura é grande, são muitos jornalistas que estão buscando carreira fora do país. O diploma daqui não é válido lá fora, mas a carteira internacional pode trazer garantias.” diz Marco

Marco trabalha com a legalização do documento para jornalistas de todo Brasil e conta com uma empresa já conhecida no Brasil para assuntos no exterior.

Fabiano de Abreu
Fabiano de Abreu. Foto: MF Press Global

“Temos a MF Press Global nos Estados Unidos e em Portugal, países onde há uma maior procura por brasileiros que desejam sair do país. Trabalhamos também com legalização de documentos e consultoria para quem quer sair do país junto com empresas nesses locais. O diploma de jornalismo do Brasil não é válido nesses países mas a carteira internacional abre portas para contratarem o jornalista. Aí o que resta é a questão da adaptação do português”. Nos conta Fabiano de Abreu CEO da MFPG.

Da Redação*

*Com colaboração de (jornalista, agência, assessoria ou especialista)

freelancer, computador, trabalho, notebook, macbook-577758_1280

Freelancer: Três dicas para se destacar perante a concorrência

Cenário Novo Evê Sobral

Novo cenário programa Em Revista