em de

Musa do Vasco, Bia Fernandes, pede o fim do assédio sexual em estádios de futebol

A loira assiste a quase todos os jogos do time cruz-maltino e conta que muitas vezes vai sozinha

Bia Fernandes
Bia Fernandes. Foto: Studio 145/ Marcelo Campos

Assistir ao seu time nos estádios, sem companhia, não é uma tarefa fácil para a maioria das mulheres. Em um ambiente com o público majoritariamente masculino e, muitas vezes, machista, elas sofrem com o assédio. Bia Fernandes, musa do Vasco, gosta de ir aos jogos do seu time e já foi muito assediada.

“Vou a quase todos os jogos no Rio. Quando estou com meu marido me sinto despreocupada. Mas quando estou sozinha ou com uma amiga, ouço muitas cantadas e tenho medo. Me sinto em segurança só quando estou perto das torcidas organizadas, pois eles já me conhecem. Fico muito chateada com esta situação. Estou ali porque gosto e por amor ao meu time”, conta a beldade, que relata que já foi vítima de xingamentos:

“Uma vez, na saída do jogo, já fora do estádio, torcedores de um time rival me xingaram e falaram coisas pesadas. Se os homens soubessem o quanto o assédio é cruel, não fariam isso com as mulheres”.

A musa diz que, se não fosse o desrespeito, o público feminino nos estádios ia aumentar.

“Peço que o assédio acabe. Deixem nós, mulheres, assistirmos os jogos sem sermos incomodadas. Se isto acabar, outras que muitas vezes não tem ninguém para ir poderão assistir”, pondera.

Bia Fernandes
Bia Fernandes. Foto: Studio 145/ Marcelo Campos

Da Redação no Rio*

*A Redação da Folha Geral no Rio de Janeiro, conta com a colaboração de jornalistas parceiros e freelancer, sendo que alguns conteúdos são publicados com informações ou colaboração de assessorias ou agências de notícias fornecedoras de conteúdo.

policlínica Detran em Narandiba

Área do Detran em Narandiba é cedida à Secretaria da Saúde do Estado para implantação de Policlínica

Papo Correria

Rui anuncia mais de duas mil novas vagas do Partiu Estágio e nomeação de coordenadores pedagógicos