em

Os itens que extrapolaram a moda feminina e são cada vez mais usados por homens

Contrariando o senso comum de que “meninas vestem rosa e meninos vestem azul”, a moda está cada vez mais democrática

Itens comumente encontrados no armário feminino atual já foram peças usadas somente por homens em outras épocas, como, por exemplo, as calças skinny, um modelo mais justo que os outros tipos de jeans, tecido que surgiu a partir da necessidade de roupas que aguentassem trabalhos pesados,  como o dos mineiros que viviam em Nova Iorque, na década de 1870.

As calças fizeram tanto sucesso que outros mineiros começaram a pedi-las. O alfaiate Jacob Davis, inventor da peça, estabeleceu uma parceria com Levi Strauss, imigrante alemão que havia lhe vendido o material têxtil para elaborar as calças. Ambos patentearam o jeans e foi, assim, que nasceu a Levi Strauss & Co, uma das marcas mais famosas do mundo hoje.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

As calças jeans foram consideradas itens destinados apenas ao vestuário masculino, até 1930. Somente nessa década,  a marca Levi Strauss criou o primeiro jeans feito, exclusivamente, para mulheres: modelo mais estreito, que alcançava a cintura. Hoje, há inúmeros modelos de calças jeans para ambos os gêneros: skinny, cintura alta ou baixa, flare, pantacourt e tantas outras.

Contudo, o inverso também ocorreu na história da moda e itens destinados, por muito tempo, somente para elas, são vistos, hoje, no vestuário masculino. Confira alguns deles:

Crossbody

Se a bolsa foi, por décadas, muito comum entre as mulheres, hoje elas já integram os looks dos homens. Chamadas de “crossbody”, os acessórios são presos sobre um ombro, atravessam o tórax e ficam dispostos sobre a cintura dos homens, na lateral do corpo.

Com inúmeras possibilidades de formatos, cores e estampas, as bolsas crossbody possuem diferentes estilos: desde os mais esportivos e descolados até os mais clássicos.

Se, antigamente, o mais comum era carregar, nos bolsos, alguns itens importantes, como carteira, chave e celular, hoje, é cada vez mais frequente ver homens que prefiram ter mais conforto e espaços para transportar esses objetos. Além da praticidade, as crossbody vêm ganhando importância para garantir o estilo do visual.

Camisetão

Também chamada de “camiseta vestido”, essa peça era garantia de um look descolado e estiloso para as mulheres que o usassem. Tradicionalmente usada com calças jeans mais justas, como a skinny, e até bermudas, essa é uma peça coringa para quem quer garantir conforto sem perder o glamour.

Cada vez mais adotado por homens, hoje, o camisetão também costuma ficar bem quando acompanhado por tênis. Vale a pena apostar em acessórios, como chapéus coco, que conferem ar irreverente ao visual. Estampas e cores também são uma boa pedida para deixar o look mais descontraído.

Saia

Em países africanos, como o antigo Egito, era comum os homens vestirem tangas, que se originaram no continente por volta de 42.000 a.C. e só foram resgatadas no Ocidente em meados do século XIX.

Se, na Antiguidade Grega e Romana, era comum ver homens vestindo essas peças para cobrir suas partes íntimas, durante a prática de esportes, no século XX, esse item ficou mais restrito aos armários das mulheres no Ocidente. Somente em alguns países, como a Irlanda e a Escócia,  a saia kilt, destinada aos homens, permaneceu até os dias atuais.

Se antes era possível ver homens usando saias somente em conteúdos artísticos, como peças de teatro, é cada vez mais comum vê-los vestindo saias na vida cotidiana. Atores, como Bruno Gagliasso, já usaram saias em premiações e despertaram os cliques dos fotógrafos.

Da Redação, com agência*

*Com Agência de Notícias
Envie seu conteúdo para análise editorial: redacao@folhageral.com.br
Conheça as condições em https://www1.folhageral.com/termos-e-condicoes

(Foto: Divulgação)

Exposição em Salvador conta história com realidade virtual e games

(Foto: Divulgação)

Produtos que ajudam as pessoas a aumentar a autoconfiança diante de problemas de saúde