Categorias
Educação

Assistente Social: Como é essa profissão?

É hora de saber se você está pronto para encarar tudo o que a profissão tem para você!

Se o seu sonho é ser um assistente social, é importante saber que aqui no Brasil você encontra um amplo campo de atuação para se tornar um excelente profissional da área, com muitas possibilidades de crescer na carreira. No entanto, para ter certeza de qual profissão seguir, é fundamental conhecer mais sobre a área de trabalho e não só o lado bom, os seus desafios também.

Ficou interessado? Então, continue a leitura deste conteúdo, pois iremos apresentar alguns desafios da assistência social. É hora de saber se você está pronto para encarar tudo o que a profissão tem para você!

Aproveite e acompanhe também: Desigualdade social é fator de risco para mortes de crianças e adolescentes por Covid-19 no país.

Dia do Assistente Social

O dia 15 de maio, é conhecido por celebrar o Dia do Assistente Social, profissional essencial para colaborar com a promoção do bem-estar da sociedade. Se dedica em lutar pelos direitos humanos e melhores condições de vida para grupos sociais menos assistidos.

A natureza da atuação desse profissional, é completamente engajada na luta social, defendendo a igualdade, liberdade, justiça social e políticas públicas, que é direito da sociedade.

Celebração e valorização do assistente social

Celebrar e valorizar a profissão de assistente social, é dar importância a quem trabalha com o objetivo de orientar as pessoas em situações de desamparo, promovendo bem estar físico, psicológico e social. 

A atuação desses profissionais vai muito além de combater a desigualdade, é a base e reforço para construir uma sociedade cada vez mais justa e igualitária.

Como se tornar um assistente social

Se tornar um assistente social não é tarefa simples. Porém, não é um bicho de sete cabeças. Além do diploma do curso, é fundamental ter o registo no Conselho Regional de Serviço Social, logo após concluir a diplomação.

Portanto, o registro profissional é obrigatório para que o profissional consiga exercer de forma correta a profissão de assistente social. De forma resumida, é a figura que realiza o trabalho prático para entregar e implementar políticas públicas e programas sociais para os membros da sociedade.

(Imagem ilustrativa/Freepik)

4 dificuldades da profissão de Assistente Social

Assim como falamos, existem desafios e dificuldades no dia a dia de quem quer seguir na profissão de assistente social. É necessário conhecer um pouco antes mesmo de entrar e começar a encarar o mercado. 

Acompanhe a seguir 4 das principais dificuldades:

#1 Lidar com muita demanda de trabalho

Milhões de brasileiros passam por dificuldades diariamente, vivendo em péssimas condições ou passando fome, ficando longe de terem os seus direitos assegurados.

Isso torna o desafio do assistente social ainda maior para proteger os direitos humanos dessa população que mais precisa de suporte. O volume de trabalho é enorme e o profissional precisa se desdobrar.

#2 Falta de informação e divulgação dos serviços de assistência social

Muitas pessoas não entendem a verdadeira função de um assistente social, e associam apenas com a ajuda aos necessitados e mais vulneráveis. Claro que faz parte das atribuições, porém não é a única. Ele visa proteger os direitos sociais, civis e econômicos da população.

Sempre com follow up para garantir a qualidade de vida e dignidade de todos que saem em busca de uma sociedade mais justa. 

#3 Dificuldades na liberação de recursos

Os recursos para programas, ações e projetos vem de repasse dos governos federal, estadual ou municipal. Ou seja, recursos fundamentais para a estruturação e realização dos atendimentos. 

O problema é que esse acesso não é fácil, a liberação da verba passa por obstáculos. Sendo assim, quando não se tem dinheiro, o trabalho dos assistentes sociais fica comprometido.

#4 Lidar com pessoas em vulnerabilidade

Mesmo que seja parte da profissão do assistente social, não é nada fácil encarar a dura realidade das pessoas em vulnerabilidade. Por esse motivo, muitos não têm a capacidade de trabalhar na área. Lidar com essas pessoas exige competências especiais para conseguir propor boas soluções.

Cuidados físicos e mentais do assistente social

Na saúde mental, o assistente social verifica as demandas das instituições psiquiátricas. Acompanhamento das necessidade de cada unidade e paciente e medidas para solucionar problemas, sempre integrando a família. 

Com a pandemia, passaram a garantir que as doses das vacinas fossem disponibilizadas a todos os usuários e pacientes dos centros psiquiátricos. Ademais, estão comprometidos com acesso a serviços essenciais de saúde, educação e lazer. Começando com a compreensão da realidade social garantindo os direitos humanos e a liberdade de expressão.

São por esses motivos e muitos outros que a profissão de assistente social deve ser mais valorizada e ter seus desafios cada dia mais superados, estando mais perto da realidade.

Gostou deste assunto? 

Acompanhe o Folha Geral para ter acesso a mais conteúdos que comunicam, inspiram e engajam!

*Este conteúdo é de inteira responsabilidade da autora e não representa a opinião do Folha Geral

Por Paula Moraes

Colaboradora do Folha Geral - cada publicação é de responsabilidade da autora

Sair da versão mobile