em

Unifasb completa 21 anos de referência em ensino

Em época de pandemia e cautela, a instituição reforça compromissos com a formação profissional alicerçada por uma proposta pedagógica humanizadora

Aérea UNIFASB (Imagem: Divulgação)

Neste 19 de abril, em meio a uma das mais graves crises mundiais em saúde, o Centro Universitário São Francisco de Barreiras (Unifasb) completa 21 anos. Desta vez, ao contrário dos festejos anteriores, não serão realizadas comemorações, pois o momento requer muita cautela, o que significa prevenir riscos de adoecimentos, bem como respeito pelos profissionais envolvidos, direta e indiretamente, na contenção da pandemia. Porém, a atual conjuntura se torna também estratégica para relembrar a jornada destas mais de duas décadas de ensinamentos, aprendizados e possibilidades reais de melhoria. Um desafio a mais para a maior instituição particular de ensino superior do Oeste da Bahia

O reitor do Unifasb, André Bergamo, faz uma avaliação sobre a maneira como a Instituição vem atravessando a atual conjuntura e destaca conquistas importantes alcançadas nestes 21 anos. A transformação de faculdade para centro universitário, segundo Bergamo, representa um marco do projeto educacional, cujas ações se encontram bem definidas em sua proposta pedagógica humanizadora. “Estamos e chegamos até aqui pelo firme comprometimento com os nossos alunos e pelo trabalho sério que executamos. Estes são alguns dos fatores decisivos que nos possibilitaram alcançar o patamar de centro universitário”, ressalta.

Aérea UNIFASB (Imagem: Divulgação)
Aérea UNIFASB (Imagem: Divulgação)

Ao falar sobre o enfrentamento adotado pela instituição diante da crise do coronavírus, Bergamo reforça que ninguém e nenhum setor no Brasil, seja saúde, educação ou economia, teve como se preparar para o que acontece hoje. “Com o Unifasb não é diferente. Porém, rapidamente adaptamos toda instituição, de maneira que nenhum setor sofra prejuízos; estamos controlando a situação”, reitera. Segundo ele, a criação de Comitês de Adaptações, que são equipes preparadas para pensar e agir em situações inesperadas, foi uma estratégia encontrada. Trata-se de dinâmica que certamente será incorporada à Instituição, já prevendo possibilidades de crises futuras.

Outro destaque que o reitor faz é para o reforço da ideia de apoio efetivo à continuidade dos estudos e respectivos registros acadêmicos. Para tanto, o MEC autorizou – em caráter temporário – a substituição das aulas presencias pelo uso de tecnologias de informação e comunicação, algo similar ao ensino semipresencial. “Entendemos que as instituições educacionais também precisam estar preparadas para, se essa crise sanitária perdurar, incorporar adaptações e mudanças em suas atividades-fim e nas diferentes plataformas, até as rotinas voltarem a um certo patamar de normalidade. Sendo assim, as medidas pedagógicas que precisaram ser adotadas no UNIFASB seguem à risca as determinações temporárias baixadas pelo MEC”, diz

Estrutura, equipe e formação – Além de ofertar dez opções de cursos de graduação, com possibilidade, em breve, de implantar pós-graduações, o Centro Universitário São Francisco de Barreiras dispõe de cursos tecnológicos que têm a mesma validade de uma graduação tradicional. São mais de 300 colaboradores; destes, 126 são professores. Nesses 21 anos de fundação, o Unifasb já graduou mais de 5,5 mil profissionais e certificou 1,7 mil pós-graduados correspondendo à formação situada e qualificada de pessoas para atuar, ético-cientificamente, no exigente mercado de trabalho do Oeste da Bahia e do Brasil.

E quem já se graduou no Unifasb sabe bem a importância de uma educação superior desenvolvida em bases éticas e científicas. É o caso do acadêmico do último ano de Psicologia, Aron William Glass, que está na sua segunda graduação na Instituição. “Concluí Agronomia em 2010 e, como já conhecia o compromisso do Unifasb com a formação de qualidade, não tive dúvidas de que me sentiria novamente satisfeito. Em 2016, iniciei Psicologia e, de novo, fui surpreendido com a evolução nas estruturas, tanto física como virtual, o que oferece mais conforto, segurança e um melhor aprendizado aos alunos”, destaca o acadêmico.

Da Redação, com agência*

*Com Agência de Notícias
Envie seu conteúdo para análise editorial: redacao@folhageral.com.br
Conheça as condições em https://www1.folhageral.com/termos-e-condicoes

(Imagem: Divulgação)

Governo do Estado de São Paulo vai contratar mais de mil profissionais da saúde

Imagem ilustrativa (Créditos: Freepik)

Coronavírus e o dilema entre salvar vidas X manter a economia