Os microempreendedores da Bahia terão à disposição R$ 1 bilhão para incentivar seus negócios no segundo semestre deste ano. Os recursos estão disponíveis no Banco do Nordeste, por meio do programa Crediamigo, que oferece empréstimos de até R$ 21 mil, mesmo para negócios informais. A previsão é de que as operações de microcrédito do BNB alcancem R$ 7,7 bilhões em toda a área de atuação do banco.

Segundo o presidente do Banco, José Gomes da Costa, as operações do Crediamigo devem fechar o mês de junho com uma contratação total de R$ 5 bilhões. “Esse é um dos principais programas voltados à base da economia na Região. Os clientes são, em grande parte, profissionais autônomos que sustentam as famílias com pequenos comércios ou prestando serviços, fazendo esse dinheiro circular nas cidades e impulsionar a economia onde mais é preciso”, afirma.

Os empreendedores da Bahia contrataram R$ 720 milhões nos seis primeiros meses de 2022. Os segmentos que mais receberam recursos do programa foram comércio de vestuário e acessórios, seguido por comércio de perfumaria e serviços de beleza (manicure, cabeleireiro e salão de beleza).

(Imagem ilustrativa/Freepik Premium)
(Imagem ilustrativa/Freepik Premium)

Facilidade no crédito

O Crediamigo é o maior programa de microcrédito da América do Sul. Em 24 anos de atuação, superou a marca de 50 milhões de operações. Somente em 2021, foram emprestados R$ 12,7 bilhões. Entre os atrativos para os empreendedores estão o atendimento por meio de aplicativo para contratações e renovações e a orientação dos agentes do programa para auxiliar os negócios.

O presidente José Gomes destaca que essas facilidades são oferecidas para agilizar o apoio ao negócio do empreendedor. “O setor informal não recebe muita atenção pelas operações tradicionais. Então, o Crediamigo retira a burocracia para permitir o início ou manutenção dessas pequenas atividades e ainda oferece orientação para que esse empreendedor cresça”, afirma.