(Foto: Arquivo/EBC)
(Foto: Arquivo/EBC)

Como consequência da crise econômica brasileira dos últimos anos, o número de cidadãos endividados no país cresceu a grandes taxas. A inadimplência é um problema sério que não afeta apenas indivíduos isolados, mas, sim, famílias inteiras, que são forçadas a lidar em conjunto com o estresse e a limitação financeira provocados pelo nome sujo. Para evitar chegar nessa situação, é necessário fazer gastos conscientes e adotar algumas medidas que ajudam a manter o nome limpo, o que também pode conceder vantagens. Acompanhe, a seguir, os principais benefícios de ter o nome regularizado perante as empresas de proteção de crédito.

Continuar com o nome limpo não é uma tarefa fácil. A expressão significa ter uma boa reputação com as empresas de proteção de crédito, como a Serasa. Para isso, é necessário ser um bom pagador, ou seja, não atrasar contas nem deixar de pagá-las. No entanto, com produtos e serviços cada vez mais caros no país, cortar gastos para enxugar o orçamento se torna bastante difícil.

Mediante o atraso ou não pagamento de alguma fatura ou dívida, as companhias credoras podem comunicar aos órgãos responsáveis que o dono daquele CPF é um mau pagador. Geralmente, os bancos e as agências de crédito fazem essa operação de 15 a 60 dias após a confirmação de inadimplência daquele usuário. Com essa informação entrando no cadastro de empresas como a Serasa, a pessoa passa a ter o nome sujo, o que significa que a reputação dela está baixa e que ela não cumpriu com suas obrigações de pagamento.

Pagar as contas em dia e ter o nome regularizado pode conceder alguns benefícios, como:

Liberdade financeira

A liberdade financeira significa ter recursos disponíveis para utilizar como desejar. Primeiramente, é importante quitar as despesas mensais com serviços essenciais, como água, luz, internet, aluguel e alimentação. Após isso ser feito, o restante do dinheiro pode ser utilizado em atividades que geram satisfação ou algum bem-estar, como o investimento em seu próprio negócio, no lazer como viagens e cinema, comprar itens novos para a casa como TV, móveis ou eletrodomésticos, ou até mesmo gastar com si mesmo, como comprar roupas novas ou passar um dia na clínica de beleza.

Cadastro positivo

O cadastro positivo mostra o histórico de todas as suas contas pagas em dia, e com isso, é feita uma pontuação que mostra o seu perfil como consumidor. Como o cadastro positivo mostra apenas as faturas regularizadas, ele pode ajudar na obtenção de taxas melhores para a negociação de dívidas, aprovação de crédito mais rápida, etc.

Aluguel de imóveis

Toda imobiliária consulta o CPF das pessoas que expressam interesse em alugar um imóvel. Caso o nome esteja sujo, é capaz de seu aluguel ser reprovado. Portanto, se pretende mudar de casa, é importante manter o nome limpo.

Mais conforto e bem-estar

O endividamento pode se tornar a causa de muitos transtornos relacionados com a saúde física e mental, como estresse, ansiedade e depressão. Em caso de agravamento dessas dificuldades, o corpo fica debilitado e mais suscetível a crises e outros problemas de saúde, o que impacta diretamente no bem-estar. Quitar suas obrigações em dia é extremamente importante para manter-se saudável.

Benefícios mais amplos com empresas de crédito

Pessoas com o nome limpo têm acesso facilitado a cartões de crédito, financiamentos ou empréstimos com taxas de juros menores, utilização do cheque especial, entre outros. Ter essas opções disponíveis pode ajudar em imprevistos e momentos de necessidade, como um problema de saúde, despesas com o conserto de carro quebrado, comprar um celular novo, caso seja assaltado, etc.

Caso tenha perdido seus documentos e não tenha anotado os números, é possível descobrir o CPF através do site da Receita Federal. O número do CPF é utilizado pelas empresas de crédito, e suas dívidas estão vinculadas a ele; portanto, é necessário ter ele em mãos para poder realizar uma consulta na empresa de proteção de crédito e verificar se está com o nome limpo.

Alice Bachiega

Colaboradora do Folha Geral - cada publicação é de responsabilidade da autora