em

Quer sair do cheque especial? Veja nossas dicas!

Conheça algumas dicas para sair da armadilha do cheque especial e realizar um planejamento financeiro efetivo para te auxiliar

(Imagem ilustrativa/Freepik)

As contas saíram do controle e acabou utilizando o cheque especial sem pensar e agora não consegue sair dele? Vamos dar algumas dicas para você, fique tranquilo. É muito comum encontrar pessoas que, por falta de recursos, precisam utilizar o cheque especial e acreditam ser a melhor opção. Mas não é, o cheque especial mal utilizado pode acarretar em sérias consequências financeiras.

Sendo assim, vamos te dar dicas de como sair do cheque especial de forma amigável e organizar suas contas na crise! Além disso, de maneira que não volte a utilizar esse crédito de uma forma não saudável para sua saúde financeira.

Entendendo o cheque especial

O cheque especial, que não tem nada de especial, não é muito favorável para a sua saúde financeira, e é bastante parecido com um empréstimo bancário. Ele fica em sua conta bancária como um empréstimo pré-aprovado para ser utilizado no caso de você precisar. Sendo assim, você tem acesso a uma quantia pré-determinada pelo banco.

Nesse sentido, quanto mais você utilizar esse cheque especial, mais o banco vai aumentar o seu limite pré-aprovado disponível para usar a qualquer momento. Mas não se engane, utilizar o cheque especial pode ser realmente ruim para o seu planejamento financeiro!

Isso porque com a utilização do cheque, vem os juros, que são muitíssimo altos. Então, para a grande maioria das pessoas, ao acioná-lo acabam se complicando financeiramente.

(Imagem ilustrativa/Freepik)
(Imagem ilustrativa/Freepik)

Por que os juros são tão altos?

Se você está se perguntando o porquê dos juros serem tão altos em comparação com outros tipos de crédito, como empréstimo com garantia, por exemplo, vamos te explicar!

Acontece que quanto maior o risco, maior é a perda. Nesse sentido, o banco te oferece um empréstimo pré-aprovado sem nenhuma garantia de pagamento. Sendo assim, os juros são muito altos para evitar que as pessoas utilizem o cheque especial e deem golpes no banco deixando de pagar.

Estou no cheque especial, e agora?

Se você utilizou o cheque especial sem saber onde estava se metendo e agora está perdido querendo sair dessa furada, fique calmo que vamos te dar algumas dicas para sair dessa situação.

Anote tudo

Primeiro, anote tudo o que você gasta e oque pretende gastar durante um determinado período de tempo. Gastos e compras, tudo o que é despesa na sua conta. Isso serve para você se reorganizar e ver se tem condições de pagar o cheque especial rapidamente ou terá que juntar uma quantia ou renegociar a dívida.

Lembrando que, quanto mais tempo você demorar para pagar o valor que deve, mais esse valor vai aumentar e pode se tornar irreversível.

Analise seu planejamento financeiro

Sendo assim, depois que você anotar todos os gastos e dívidas que você possui no momento e colocar no papel toda a renda, você deve analisar o seu planejamento financeiro. É isso aí, você deve pensar em como vai gastar o seu dinheiro, deixe de lado planos que não são prioridade e que podem ser adiados até que você pague o cheque.

Nesse sentido, evite gastos desnecessários e priorize acumular dinheiro suficiente para iniciar o pagamento ou uma tentativa de negociação com o banco. Gastar menos do que você ganha é o primeiro passo para sair do cheque especial.

Tente renegociar sua dívida

Agora que você começou a reorganizar sua vida financeira, você deve se preparar para ir até a agência bancária e negociar com o seu gerente. Analise a proposta com cautela e entenda se essa realmente é a melhor que você poderá receber. Caso não esteja muito convicto, busque outras opções, como  negociação de dívidas online. Nesse caso você consegue comparar opções, observando os possíveis descontos disponíveis.

Troque a dívida por uma mais barata

Durante as negociações, o mais comum é que o gerente te ofereça um empréstimo como forma de quitar a dívida  com o banco. Isso faz sentido, tendo em vista que os juros de qualquer empréstimo são muito menores do que o do cheque especial.

No entanto, vamos te lembrar novamente, procure negociar e chegar a um acordo em que você realmente tenha segurança de que vai conseguir pagar. É muito importante que você cumpra o acordo para não se afundar nas dívidas.

Abaixe o limite do cheque especial

Depois que você fechar o acordo de pagamento, fale com o gerente sobre a diminuição do limite do cheque especial. É claro que você não vai cometer o mesmo erro novamente, mas é sempre bom prevenir. Além do mais, não sabemos quando iremos passar por alguma situação adversa, então ao invés de solicitarmos o cheque especial por impulso, é melhor solicitar um empréstimo.

Siga o plano de pagamento

Agora que você está no caminho certo, não saia de forma alguma do seu planejamento. Nesse sentido, trabalhe para pagar essa dívida de forma rígida financeiramente.

Planejamento para sair das dívidas

O planejamento financeiro é essencial para sair das dívidas e conseguir ter uma vida financeira mais saudável. Nesse sentido, existem diversos profissionais que realizam consultorias para clientes em situações financeiras não favoráveis.

Claro, alguém que está endividado dificilmente pode pagar por esse profissional. No entanto, é melhor cuidar das finanças antes que aconteça algum imprevisto.

Considerações finais

Essas dicas tem como objetivo auxiliar você que está passando por uma situação desagradavel referente ao cheque especial e está endividado. Além disso, contratar um profissional da área pode ser um passo atrás na organização financeira, vendo que você deve reduzir os custos.

Nesse sentido, recomendamos que utilize sites e outros conteúdos para realizar um planejamento financeiro mais eficaz para conseguir sair ou evitar cair em dívidas.

*Conteúdo colaborativo de Juros Baixo

(Créditos: Matthew Henry/Unsplash)

Cresce interesse do brasileiro pelo mercado livre de energia

(Foto: Sesab)

Bahia registra 571 novos casos de Covid-19 e mais 7 óbitos pela doença