O mercado de delivery vem crescendo constantemente e, com isso, vários desafios e oportunidades surgem conforme o aumento da demanda, porém, com a concorrência cada vez mais acirrada. Assim, é importante estar presente em diversas plataformas de pedidos para manter a competitividade e visibilidade no mercado.

É aí que entra o Open Delivery, uma plataforma que promete ajudar bares e restaurantes a gerenciarem o fluxo de pedidos de vários canais diferentes, de maneira unificada e padronizada. Conheça mais sobre o assunto neste artigo!

O que é o Open Delivery?

O open delivery é um padrão de soluções que integra diferentes canais e sistemas de delivery em um só lugar e tem o objetivo de ajudar a superar o desafio que os empreendedores deste mercado têm ao gerenciar os pedidos, cardápios e entregas de plataformas, como Ifood, Uber Eats e Rappi, por exemplo.

De maneira bem simples, o open delivery tem a premissa de que você possa utilizar todas essas plataformas em um só lugar, evitando assim erros, desperdícios, perdas e demoras nos pedidos.

Como surgiu o Open Delivery?

A ideia surgiu na ABRASEL (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) em janeiro de 2021, quando a entidade percebeu ser preciso criar uma solução para facilitar o gerenciamento das diversas plataformas de delivery pelos estabelecimentos do ramo.

Nas palavras da ABRASEL o open delivery:

“Não é uma plataforma, não é um aplicativo e nem um sistema. É um movimento que cria uma série de padrões para colocar todas essas empresas falando a mesma língua. Favorecendo a troca de informação entre elas, uma comunicação mais transparente e uma gestão integrada para os donos de bares e restaurantes.”

Com isso, as empresas do ramo podem fazer a integração. Isso entre os diversos softwares de gestão e PDVs dos bares e restaurantes com os marketplaces, e-commerces e operadores logísticos. Por exemplo, para haver uma gestão integrada de todos esses meios. 

De forma técnica, ele é um código aberto, compartilhado por meio de uma documentação entre as empresas.

Como funciona?

O open delivery funciona da seguinte forma: as empresas do ramo se cadastram na plataforma open delivery e passam a ter acesso à documentação técnica que detalha como deve ser feita a integração entre os sistemas. A partir daí, as empresas podem fazer a conexão entre os seus sistemas e os marketplaces, operadores logísticos ou qualquer outro canal de delivery que utilizem.

Os dados das vendas são enviados para a plataforma open delivery, que processa e armazena as informações. Com isso, as empresas podem acessar os dados de forma unificada e ter um controle total sobre o fluxo de pedidos, entregas, estoques e muito mais.

Vale ressaltar que o open delivery não é uma plataforma própria, mas sim um conjunto de soluções e padrões que podem ser utilizados por qualquer empresa do ramo, com a finalidade de integrar os seus sistemas com os marketplaces e outros canais de delivery.

O open delivery reduz a ineficiência no ambiente de delivery, como perdas de pedidos ou demora na entrega, permitindo redução de custos. Outra forma de diminuir a demora na entrega é por meio de softwares de planejadores de rotas.

Ele também ajuda no controle da qualidade dos produtos, uma vez que todos os pedidos são registrados e monitorados em um único lugar. Dessa forma, é possível identificar erros nos processos e tomar as medidas necessárias para corrigi-los.

Além disso, a ferramenta oferece mais transparência nas informações fornecidas pelos clientes, pois todos os dados são registrados em um banco de dados e podem ser acessados pelo estabelecimento comercial.

Suas vantagens para bares e restaurantes

O open delivery oferece diversas vantagens para bares e restaurantes, sendo algumas delas:

  • redução de custos
  • aumento da eficiência no gerenciamento dos pedidos e entregas
  • maior transparência nas informações fornecidas pelos clientes
  • controle mais preciso da qualidade dos produtos
  • gestão unificada de cardápio
  • melhor conciliação financeira

Além disso, a ferramenta facilita o acesso às plataformas de delivery, uma vez que todas elas usam a mesma API. Isso significa que, se um restaurante ou bar já estiver cadastrado em uma das plataformas, basta adaptar o seu sistema para poder usufruir dos benefícios do open delivery.

Isso funciona ainda melhor quando o restaurante ou bar tem uma roteirização bem definida e estruturada, já que, como todos os pedidos são registrados em um único lugar, é possível fazer uma análise mais precisa do fluxo de entregas e otimizar a rota para que as entregas sejam feitas de forma mais rápida e eficiente.

Open Delivery e mudanças no comportamento do consumidor

As mudanças no comportamento do consumidor também são uma realidade para quem atua no ramo de bares e restaurantes. Cada vez mais, as pessoas estão buscando praticidade e conveniência na hora de fazer suas refeições e, por isso, o delivery se tornou uma das opções mais escolhidas.

Com o open delivery, as empresas do ramo têm acesso às ferramentas necessárias para atender a essa demanda crescente. Além de contar com um controle mais preciso sobre o fluxo de pedidos e entregas, é possível oferecer um serviço de qualidade para os clientes, garantindo a satisfação dos mesmos.

Por meio da plataforma, as empresas também podem fazer a gestão unificada do cardápio, o que facilita ainda mais a vida dos clientes. Dessa forma, eles não precisam ficar comparando os preços e produtos de diferentes estabelecimentos, pois tudo estará disponível em um único lugar.

O open delivery é uma ferramenta que oferece diversos benefícios para bares e restaurantes, facilitando o gerenciamento dos pedidos, aumentando a eficiência das entregas e proporcionando um maior controle sobre a qualidade dos produtos.

Além disso, a plataforma também contribui para o aumento da transparência nas informações fornecidas pelos clientes. Com isso, as empresas do ramo de bares e restaurantes podem atender de forma mais eficiente às demandas crescentes por delivery, garantindo a satisfação dos clientes.

Veja mais: Delivery sustentável: entenda a importância das embalagens.

Paula Moraes

Colaboradora do Folha Geral - cada publicação é de responsabilidade da autora