em

Como e por que renovar a CNH? A importância de manter a documentação em dia

Atualmente, os prazos para a renovação estão adequados com as faixas etárias e com a data de vencimento dos exames médicos

(Imagem ilustrativa/Freepik)

Desde janeiro de 2021, a obrigatoriedade da renovação da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) foi retomada, depois de ser suspensa em 2020, por causa da pandemia de Covid-19. Atualmente, os prazos para a renovação estão adequados com as faixas etárias e com a data de vencimento dos exames médicos. Renovar esse documento é de extrema importância para avaliar as condições físicas e mentais do motorista, principalmente em razão das mudanças naturais que ocorrem no decorrer da vida, como capacidade de visão, de audição e até doenças que podem comprometer a direção segura. 

Os prazos atuais são:

  • de 18 a 50 anos de idade: renovação de 10 em 10 anos;
  • de 51 a 70 anos de idade: renovação de 5 em 5 anos;
  • mais de 71 anos de idade: renovação de 3 em 3 anos.

O procedimento para a renovação é bem simples e informatizado. O motorista pode optar pelo aplicativo ou site do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), e, além de obter sua CNH digital, poderá recebê-la impressa em casa, apenas comparecendo pessoalmente para o exame médico agendado. Agora, se preferir todo o atendimento presencial, também deverá agendar em um posto de atendimento de sua cidade, conforme as instruções do Detran de seu estado. Somente é possível renovar a CNH dos condutores regularizados, ou seja, que não tenham sua habilitação suspensa ou cassada, além de alguns requisitos: habilitação com foto e situação regular, não solicitar alteração de dados, com exceção do exercício de atividade remunerada, nome do pai, número do RG e rebaixamento de categoria, além de não ter processo de transferência ou renovação da CNH em andamento.

O passo a passo é bem descomplicado: acesse o site do Detran do seu estado, faça seu cadastro utilizando seu CPF e crie uma senha; em seguida, clique em Renovação da Carteira de Habilitação, e, conforme seus dados, agende o exame médico, psicotécnico e toxicológico, de acordo com a categoria da habilitação. Faça os exames presencialmente, pague as devidas taxas de emissão da renovação, e aguarde o recebimento da CNH em casa ou na versão online. Se o seu procedimento foi todo presencial, poderá retirar a sua carteira no local indicado.

Assim como a CNH, que identifica o condutor do veículo, o CRV (Certificado de Registro de Veículo) possui informações do proprietário, ou seja, um documento de identidade do carro, que descreve seu histórico e suas condições atuais. Inclusive, é importante saber onde fica CRV no documento, já que esse número valida se o veículo está cadastrado corretamente; a numeração localiza-se no canto superior direito do documento, e é fundamental para os trâmites burocráticos relacionados ao mesmo, assim como o número de Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores), que se encontra nesse mesmo documento, logo abaixo do CRV. Portanto, mantenha sempre seus documentos organizados e dentro dos prazos legais, para evitar prejuízos.

(Imagem ilustrativa/Freepik)

Abraji e OCCRP colocam em prática parceria internacional para estimular jornalismo investigativo; veja como participar

(Imagem ilustrativa/Pixabay)

Ioga: a prática milenar que conquistou os brasileiros