em

Conheça 6 flores para plantar em casa ainda no verão e colorir o ambiente o ano todo

(Foto: Pixabay)

O verão de 2020 se estende até o dia 20 março e propicia o clima perfeito para o plantio e a jardinagem de algumas espécies muitos especiais.

O relacionamento da humanidade com as flores ornamentais pode ser tão antigo quanto a nossa própria história. A ciência, inclusive, já encontrou o fóssil  da primeira flor a desabrochar na Terra, o que aconteceu entre 250 e 150 milhões de anos atrás, segundo a descoberta de uma pesquisa austríaca publicada na renomada Nature Communications.

Suas pétalas coloridas, macias e perfumadas estão fortemente presentes em diferentes contextos, culturas e religiões ao redor do mundo. No ocidente, por exemplos, as flores têm uma simbologia profunda. Elas geralmente estão atreladas aos sentimentos de ternura e sensibilidade. Não é à toa que as igrejas são floridas para as celebrações de casamentos, buquês são oferecidos como demonstração de carinho e afeto ou mesmo em momentos delicados e emocionantes como na coroa de flores para homenagens em funerais.

Além disso, pesquisas científicas demonstram que a jardinagem também traz uma série de benefícios para a saúde física e mental para pessoas de todas as idades, e suas atividades já são recomendadas como plano terapêutico em diversas situações. A prática física da jardinagem, por mais leve que seja, somada ao contato com a terra e do sol, ajuda no fortalecimento do corpo e no alívio dos níveis de ansiedade e estresse.

(Foto: Pixabay)
(Foto: Pixabay)

Girassóis

O girassol vai se desenvolver melhor durante o verão. Nos dias ensolarados essa exuberante flor busca pelos raios solares para crescer mais e mais. Por isso, se plantado em vasos, o ideal é deixá-lo próximo às janelas, sacadas ou outra fonte abundante de raios de sol.

Além da poda de mudas mais fracas ou mal formadas, é importante evitar que a flor se exponha diretamente à chuva ou seja irrigada em excesso: o ideal é regar com 25 mL de água para cada flor e fazer isso durante os momentos mais frescos do dia, como manhã e noite. Cascalhos no fundo do vaso ou abaixo da terra do jardim podem ajudar a manter o solo com níveis de umidade adequados e firme para sustentar os caules.

(Foto: Pixabay)
(Foto: Pixabay)

Zínias

Originárias do México, as zínias têm diversos tamanhos e cores muito vivas e chamativas. Elas se adaptam muito bem ao clima quente, porém seco. Para se desenvolver bem, essas belas flores precisam de exposição à luz do sol, espaço para suas raízes e de um solo fertilizado com húmus.

O ideal é regar as zínias três vezes por semana, apenas umedecendo o solo sem encharcar. O contato direto da água com as flores, seu caule e folhagens podem causar fungos. Quando florescem, atraem beija-flores. 

(Foto: Pixabay)
(Foto: Pixabay)

Dálias

Mais uma espécie originária do México, as dálias também têm diversas cores e suas pétalas pontiagudas e simétricas são um deleite aos olhos. 

Para florescer, elas precisam de luz solar indireta e seu solo deve ser regado uma vez por semana, umidificado sem encharcamentos. Durante o verão e dias mais quentes, aumente a frequência de irrigação sem nunca deixar que a água entre em contato direto com a flor e suas folhagens, evitando doenças e contaminações causadas por fungos.

(Foto: Pixabay)
(Foto: Pixabay)

Flor de Cone

Muito parecida com margaridas, mas com pigmentação laranja, amarelo e cor de rosa mais intensa, a flor-de-cone tem pétalas espaçadas e alongadas e seu miolo atrai borboletas e abelhas polinizadoras.

Elas se desenvolvem bem em clima seco graças às suas raízes profundas capazes de armazenar água para períodos de estiagem. Por isso sua irrigação deve ser moderada, sem encharcar. Faça a poda das folhas secas com uma tesoura. É uma espécie muito resistente e que exige poucos cuidados.

(Foto: Pixabay)
(Foto: Pixabay)

Gerânios

Coloridos e resistentes, os gerânios aguentam bem as variações climáticas (até os invernos menos intensos do Brasil), mas se desenvolvem muito bem durante o verão. Apesar não precisarem de muitos cuidados específicos, gerânios necessitam de uma rotina de rega adequada para não se desidratarem. 

Molhe seu solo de duas a três vezes por semana (nos dias mais quentes) e deixe as flores sob incidência de luz solar plena. Quando bem cuidados e saudáveis, gerânios atuam como um repelente natural de mosquitos.

(Foto: Pixabay)
(Foto: Pixabay)

Alamandas

Com flores delicadas e de cores intensas, as flores amarelas, brancas, cor de rosa e lilases da alamanda compõem trepadeiras muito utilizadas para criação de cercas vivas, decoração de canteiros e até muros que ganham um toque de beleza colorida. 

Como ela pode chegar aos três metros de altura, precisa de cuidados com sua folhagem vistosa para não despencar. Outro ponto importante é manter crianças longe da trepadeira, pois suas folhas e flores contém substâncias tóxicas que podem causar alergias na pele, olhos e até envenenamento.

A terra deve ser regada de duas a três vezes por semana nos meses mais quentes e só quando necessário durante o clima frio. O solo deve se manter arenoso e bem drenado.

PUBLICIDADE


Patrocinador
Loading...
PUBLICIDADE
(Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil)

Começam a valer medidas da Caixa para estimular construção civil

(Foto: Prefeitura Municipal de Curitiba)

Década de Ação pela Segurança no Trânsito se encerra no final de 2020