em de

O que quero e posso fazer?

Ilustração. Foto: Pixabay

Procuro sempre pensar em perguntas que nós cidadãos nos fazemos quando começa a pensar no novo ano que se inicia. São muitas: será que vou conseguir atingir meus objetivos; será que conseguirei minha promoção; será que vou conseguir um emprego; será que vou conseguir me dedicar ao estudo que desejo; será que …

São muitas certamente e a grande maioria das respostas só as teremos ao final dos próximos 12 meses e para muitos uma das perguntas que per m meiam seu inicio de ano é: será que conseguirei me dedicar ao próximo um pouco mais?
Para esta pergunta, tenho um pouco de ajuda, não tenho uma resposta, mas posso mostras alguns caminhos para que ao final do ano a resposta possa ser positiva.

Uma das possibilidades para estar mais próximo ou se dedicar um pouco mais ao apoio ao próximo é através do trabalho voluntário, com ele você pode ajudar tanto materialmente, mas principalmente com seu tempo e talento.
Não há bem mais precioso que seu tempo e o envolvimento pessoal em ações sociais, nos traz muito conhecimento, mesmo que faça uso do seu conhecimento, certamente isso enriquecerá a sua jornada de forma inimaginável e não digo isso somente pela minha própria experiencia, mas por ter compartilhado disto com milhares de voluntários pelo Brasil e pelo mundo, ouvindo sempre frases e reflexões muito semelhantes, do quanto se aprende sendo voluntário.
Perdemos nossas posses, perdemos nossa saúde, perdemos nosso tempo, mas nosso conhecimento e nossas experiencias ficarão para sempre, por isso a riqueza do trabalho voluntário.

Como um lobo solitário, entro em 2019 muito mais convicto de que é possível transformar o nosso país com o trabalho voluntário, seguindo uma regra simples, mudemos os homens para que mudemos o país, e quiçá possamos mudar o mundo, parece simples, mas temos que começar pelo começo para termos resultados.

Para todas suas perguntas de começo de ano, a resposta é que podemos ter o que quisermos, desde que estejamos dispostos a mudar e ajudar a mudar.

Vamos fazer este dia o melhor dia de nossas vidas, melhor, vamos fazer deste ano o melhor ano de nossas vidas.

Construindo Cidadania

O autor é Roberto Ravagnani, palestrante, jornalista (MTB 0084753/SP), radialista (DRT 22.201), conteudista e Consultor de voluntariado e responsabilidade social empresarial. Voluntário palhaço hospitalar desde 2000, fundador da ONG Canto Cidadão, Associado para o voluntariado da GIA Consultores no Chile, fundador da Aliança Palhaços Pelo Mundo, Conselheiro Diretor da Rede Filantropia, sócio da empresa de consultoria Comunidea e Membro Engage for business.
www.robertoravagnani.com.br

VerificadoJornalista

Deixe sua opinião

Piscina borda infinita no rooftop

New York Times recomenda visita a Salvador e hospedagem no Fera Palace Hotel

Abapa entrega kits de irrigação para pequenos produtores do sudoeste da Bahia

Abapa entrega novos kits de irrigação para incentivar pequenos produtores de algodão do Sudoeste da Bahia