em

Por que calibrar os pneus do carro?

A calibragem evita diversos problemas

Foto: Divulgação

A melhor forma de evitar acidentes no trânsito é por meio da prevenção e, entre as medidas preventivas que devem ser adotadas pelos condutores, está a de prestar atenção às condições do veículo, garantindo que tudo esteja em bom funcionamento.

Alguns dos itens fundamentais nesse aspecto são, justamente, os pneus, já que estão diretamente relacionados à estabilidade e ao bom desempenho do veículo. Ainda assim, muitos condutores não estão cientes de alguns cuidados que se deve ter com os pneus e têm dúvidas quanto ao seu tempo de uso e, principalmente, quanto à calibragem.

Por tudo isso, reunimos, neste artigo, informações importantes sobre os pneus, explicando por que calibrá-los e qual é a forma correta de fazer isso. Informe-se e saiba como cuidar da manutenção dos pneus do seu veículo!

O que é a calibragem de pneus?

Embora seja uma expressão recorrente no dia a dia dos condutores, nem todos sabem o que é, na prática, a calibragem de pneus. Entender o que é esse procedimento faz com que sua importância seja compreendida mais facilmente.

Calibrar um pneu significa, em resumo, aumentar a pressão interna de ar do pneu. Cada veículo ou categoria de veículos tem um determinado modelo de pneus, que pode ser misto, on road ou off road.

Os pneus on road são os mais comuns e são pensados para quem trafega predominantemente em asfaltos e ruas pavimentadas. Já os pneus off roads são aqueles utilizados por condutores que trafegam majoritariamente em estradas de terra. Os pneus mistos, por sua vez, são, como o próprio nome já indica, versáteis e são preferíveis para quem circula nos dois tipos de vias – de terra ou de asfalto.

Bem, e o que os tipos de pneus têm a ver com a calibragem? Tudo.

Para garantir a sua segurança, dos seus passageiros e de quem circula nas vias com você, é fundamental respeitar a quantidade de libras recomendadas pelo fabricante do seu veículo. E essa quantidade varia de acordo com o tipo de pneu que você utiliza.

Normalmente, os funcionários dos postos de gasolina (onde costuma-se calibrar os pneus) e mecânicos conseguem determinar a quantidade de libras apenas através das características do pneu. Mas, se você preferir, essa informação também consta no manual do proprietário ou numa etiqueta na parte interna da porta do motorista. Na lateral dos pneus, geralmente é informada a quantidade máxima de libras suportada, esteja atento a ela para evitar acidentes!

Como e quando calibrar os pneus?

Para garantir o bom funcionamento dos pneus e, consequentemente, a estabilidade do veículo, é recomendável fazer a calibragem a cada duas semanas. É importante lembrar que os pneus não devem ser calibrados quentes, ou seja, depois de rodar muitos quilômetros. O ideal é calibrá-los quando rodaram, no máximo, três quilômetros antes da calibragem ou que estejam sem rodar há duas horas ou mais. Isso acontece porque, ao serem aquecidos com a rodagem, os pneus têm sua pressão levemente aumentada, o que pode influenciar na hora de calcular a quantidade correta de libras durante o procedimento.

Por que calibrar os pneus do carro?

Pneus, como dissemos, são peças-chave para aumentar a estabilidade do veículo. Quando não têm pressão interna suficiente, esses pneus podem, inclusive, se desprender da roda durante uma manobra mais brusca, o que é um enorme perigo para o condutor, passageiros e quem mais estiver trafegando nas vias.

Por outro lado, quando estão calibrados de maneira correta, obedecendo à quantidade de libras indicada pelo fabricante, os pneus aumentam a estabilidade do veículo, além de preservarem a própria borracha externa contra danos e desgastes excessivos.

Além disso, manter o veículo em boas condições é obrigatório, segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Apesar de não falar especificamente sobre a calibragem de pneus, o CTB estabelece claramente, em seu Artigo 230, Inciso XVII, que é um dever do condutor e/ou proprietário do veículo zelar pelas condições e conservação. Vejamos:

 “Art. 230. Conduzir o veículo:

(…)

XVIII – em mau estado de conservação, comprometendo a segurança, ou reprovado na avaliação de inspeção de segurança e de emissão de poluentes e ruído, prevista no art. 104;

(…)

Infração – grave;

Penalidade – multa;

Medida administrativa – retenção do veículo para regularização;”

Por tudo o que vimos neste artigo, fica explícita a importância de cuidar dos pneus, realizando periodicamente a calibragem segundo as normas do fabricante e as características do veículo.

Não deixe para calibrar os pneus do seu veículo somente quando for viajar! Lembre-se de que o ideal é realizar esse procedimento a cada 15 dias, zelando, assim, pela sua segurança e pelo bom estado de conservação do seu veículo, evitando gastos desnecessários e, principalmente, possíveis acidentes.




Sugerido por MGID

Loading...



Educação financeira agora é obrigatória nas escolas?

Forças de segurança ocupam ruas do Rio de Janeiro

O que se espera (va) da intervenção militar na segurança do Rio de Janeiro?