em

Quando a esmola é demais, desconfie

artigo Daniel Santos – Diretor do Nacional Inn Hotéis

O muito barato sai muito caro
Daniel Santos*

Grandes oscilações de preços no Turismo não diferem de outros setores. Quando a esmola é demais, o santo desconfia. Por exemplo, uma Ferrari oferecida pelo preço de um Corolla causa desconfiança. E com toda a razão!

Na hotelaria, a oferta de preços excelentes é perigo certo e sinal de alerta. A variação de preço tem relação direta com o comportamento da oferta e demanda. E o preço médio das diárias obedece a padrões de mercado.

É preciso desconfiar de preços abaixo da variação média de mercado. O risco de frustração do consumidor é proporcional. Tarifas anunciadas para hospedagem em hotéis de luxo semelhantes às tarifas praticadas por bons hotéis do chamado midscale ou de nível médio, resultam em inevitáveis problemas – tanto para quem viaja a lazer como para o mercado de viagens corporativas.

É comum encontrar na Internet o registro de avaliações negativas de consumidores frustrados. E nesse ponto, o barato de mais sai caro demais. Porém, os prejuízos podem ser semelhantes aos causados a Gabriela Pugliesi, que comprou e pagou por passagens aéreas em um voo que se confirmou inexistente. Também fora denunciado e amplamente divulgado pela Abav-SP e pela Abracorp o fato de uma respeitável revista de circulação nacional ter veiculado anúncio de um hotel fantasma.

Cabe ao consumidor conhecer cada uma das bandeiras/marcas hoteleiras, sejam elas das redes ou de hotéis independentes. O que realmente importa, no final das contas, é que o consumidor de fato usufrua da melhor relação preço qualidade. A consultoria de viagem, presencial e online, desde que obtida junto a agências de viagens, TMCs, OTAs e operadoras turísticas de credibilidade, favorece a decisão de compra.

Faço votos de que a experiência negativa vivenciada pela Gabriela Pugliesi sirva de alerta para bem mais do que os 3,7 milhões de seguidores da blogueira no Instagram e quase 600 mil no Youtube. Que sirva de lição para todos os consumidores por conta das férias de verão e dos próximos feriados, como o Carnaval 2018. Aliás, em 2018 o país terá dez feriados nacionais oficiais com potencial de emenda, sem contar os feriados municipais e os dias em que o Brasil jogará na Copa do Mundo.

Portanto, fundamental saber: viajar requer planejamento e acesso a canais confiáveis de venda.

*Daniel Santos é diretor da Nacional Inn Hotéis

Daniel Santos, diretor do Nacional Inn Hotéis
Daniel Santos, diretor do Nacional Inn Hotéis. Foto: Divulgação

Da Redação*

*Com colaboração de (jornalista, agência, assessoria ou especialista)

cachorro, pet, animal-3072544_1280

13 super cuidados indispensáveis para ter com o seu pet no verão

Wendy Tavares

Wendy Tavares fala sobre musas que não desfilarão no Carnaval por conta da crise econômica