em de

A mando de Dilma, Receita fecha o cerco contra Google e Facebook

dilma brasil

A presidente Dilma ordenou à Receita Federal que crie uma força tarefa para investigar possíveis crimes de sonegação fiscal cometidos por empresas de tecnologia estrangeiras que operam na internet brasileira, entre elas Google e Facebook.

As companhias estão na mira por comercializar seus serviços aqui via cartões de créditos internacionais e faturar os pagamentos em subsidiárias estabelecidas em outros países. Na visão do Governo, o modelo de negócios precisa ser revisado porque utiliza brechas que permitem o pagamento de menos impostos.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, um assessor presidencial avalia que há concorrência desleal à medida que as empresas brasileiras pagam mais tributos que as de fora; além disso, declara haver a impressão de que as cargas tributárias pagas pelas gigantes da web são incompatíveis com seu volume de faturamento no país. Estima-se que o Google tenha faturado R$ 3,5 bilhões em 2013.

Os ministros da Fazenda e das Comunicações, Guido Mantega e Paulo Bernardo, foram acionados para dar suporte à operação, que segue as linhas de investigações europeias para reduzir o poderio econômico das empresas americanas. França e Alemanha têm tentado há anos – sem sucesso – implementar políticas a fim de aumentar a contribuição fiscal local das companhias.

O outro lado

Ao Olhar Digital Facebook e Google garantiram pagar todos os impostos previstos em lei. A Receita Federal também foi consultada e disse que não se pronuncia sobre o assunto.

(Reprodução/Olhar Digital)

PUBLICIDADE

Publicidade

Teste grátis por 14 dias. Se você gostar, assine utilizando o cupom: LC3JQAWPE3XK74E e ganhe 20% de desconto durante 1 ano. Saiba mais em: Conheça o G Suite



Loading...

Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)

PUBLICIDADE

Pendrive para smartphones e tablets é lançado no Brasil

Adolescentes são flagrados fazendo sexo dentro da sala de aula