em

Maju Canzi explica o famoso inferno astral

Muita gente morre de medo e jura que fica muito mal durante o mês que antecede sua revolução solar, ou aniversário. A astróloga Maju Canzi explica o motivo da crença no inferno astral

Mas, afinal, inferno astral existe? Na crença popular, inferno astral é o período de 30 dias que antecede o aniversário, ou a revolução solar, como se chama na astrologia. Para a Astróloga Maju Canzi, essa crença é facilmente explicada pelas mudanças bruscas pelas quais passamos durante as mudanças energéticas entre os diferentes signos do zodíaco: “pessoas que aceitam mais facilmente as rupturas vão passar por momentos assim de forma mais tranquila, porém, para pessoas mais avessas a mudanças, esse período pode ser um verdadeiro inferno”, enfatiza Maju.

Ela explica: “a cada 365 dias, tempo que o sol leva para dar uma volta completa no zodíaco, temos um signo ascendente do ano, ou seja, aquele que dará o ritmo dos acontecimentos gerais desse ano”. Maju lembra que existem 4 grupos de signos, referentes aos 4 elementos, e eles têm energias bem diversas: “se temos um ano cujo ascendente é um dos signos de fogo (áries, leão, sagitário), a tendência é que seja um ano com mais movimento, por exemplo, já que a ação e o impulso são características desses signos. Se o ano tiver um ascendente do elemento água (câncer, escorpião, peixes), sentiremos mais profundidade nos assuntos. Se o ascendente do ano é de ar (gêmeos, libra, aquário), mais relações e trocas e, se for terra (touro, capricórnio, virgem), provavelmente será um ano de produtividade”, complementa ela.

Para quem não entende de astrologia, isso parece não ter muita influência na crença sobre o inferno astral. Mas Maju reflete: “se saímos de um ano de ascendente em fogo, super movimentado, para um ano de ascendente em água por exemplo, que pede mais introspecção e observação, podemos sentir uma mudança brusca de energia, e considerar isso um caos ou um verdadeiro inferno astral, porque não estávamos esperando o banho de água fria”. Para a Astróloga, a crença no inferno astral vem da falta de conhecimento sobre como e por que as mudanças acontecem: “podemos pensar: “estava tudo indo tão bem, por que parece que, do nada, tudo parou? O que se chama de inferno astral, nada mais é do que uma mudança de ciclo”, finaliza Maju.

Sobre Maju Canzi

Astróloga e Coach. Formada em Administração de Empresas, é criadora do Mulher Integral e da Terapia de Vênus, um programa de coaching holístico que já ajudou centenas de mulheres a potencializarem seus talentos e se desenvolverem na sua profissão, nos relacionamentos e na vida. É certificada em Meditação, Constelações Familiares, Florais, Kundalini Yoga, e estuda o desenvolvimento humano e as filosofias ancestrais desde 2009. Depois de viajar o mundo em busca de autoconhecimento, encontrou na Astrologia seu principal caminho.

Luca Moreira

Este conteúdo é de inteira responsabilidade do autor.

Farmarcas

Farmarcas projeta faturamento de R$ 2 bilhões em 2018

Governo da Bahia inicia contratação de mais de 2 mil universitários pelo programa Partiu Estágio

Governo abre 2,7 mil novas vagas para o Partiu Estágio