em

12ª edição da Bahia Farm Show encerra com R$ 1,014 bi em volume de negócios

Bahia Farm Show. Foto: Divulgação
Bahia Farm Show. Foto: Divulgação

Após fechar os portões e realizar o balanço final junto aos expositores e as instituições financeiras, os organizadores da Bahia Farm Show confirmaram o que haviam divulgado previamente. A 12ª edição da feira, movimentou R$1,014 bilhão em negócios. Os setores que mais se destacaram foram os de irrigação, automóveis, fertilizantes, sementes e agropecuária. Dessa maneira, a Bahia Farm Show se mantém entre os três maiores e mais lucrativos eventos de tecnologia agrícola do Brasil.

“Isso mostra que o agricultor acredita nele, no que faz e na tecnologia que usa, melhorando sua renda e a de outras famílias da região”, disse Júlio Cézar Busato, presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), entidade que realiza a feira juntamente com a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) e o Instituto Aiba.

O número de visitantes teve um pequeno aumento em relação ao que havia sido divulgado. Durante os cinco dias do evento, realizado no município de Luís Eduardo Magalhães, passaram pelo Complexo Bahia Farm Show 60.113 pessoas que desfrutaram de uma programação técnica que incluiu 25 palestras, debates, workshops e fóruns, além de conhecerem as novidades tecnológicas trazidas pelos cerca de 200 expositores presentes. No feriado de Corpus Christi (26), terceiro dia do evento, mais de 19 mil pessoas circularam pelo espaço, número nunca antes registrado em um só dia do evento.

Esses visitantes caminharam por ruas completamente asfaltadas e limpas, encontraram banheiros com acessibilidade para pessoas com necessidades especiais, praça de alimentação, restaurantes e parque infantil. Segundo o diretor geral da Bahia Farm Show, Odacil Ranzi, este conforto e organização são resultados de um investimento de R$ 2 milhões realizado nos últimos quatro anos. “A feira cresceu. Com esse investimento, trocamos toda parte hidráulica e elétrica do Complexo, proporcionando ao expositor estruturas individualizadas. Todas as nossas ruas são asfaltadas e aumentamos a área de exposição em mais seis ilhas este ano”, esclareceu.

O presidente da Abapa, Celestino Zanella, destacou a importância política do evento. “Tivemos a visita do governador, do vice-governador, do secretário da Agricultura e do ministro. Politicamente, marcamos um ponto muito importante”.

Ainda sobre os negócios realizados durante a feira, a coordenadora da Bahia Farm Show, Rosi Cerrato, informou que o Leilão de Gado da Acrioeste movimentou R$ 517 mil, o que foi comemorado pelos criadores. “Eles querem ampliar o espaço para aumentar o número de animais. Esse ano, foram vendidos 444 animais e o valor médio da arroba foi de R$ 170. Os pecuaristas ficaram muito felizes”, disse Rosi, acrescentando que a Bahia Farm Show gerou 900 empregos diretos e 1900 indiretos.

A 12 edição da Bahia Farm Show teve o patrocínio do Banco do Brasil, Bradesco, Banco do Nordeste, Caixa Econômica Federal, Coelba, Desenbahia, Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, Santander, Senar/Faeb, Governo do Estado da Bahia e Governo Federal.

A próxima edição da Bahia Farm Show já tem data marcada. Ela será realizada de 23 a 27 de maio de 2017 no município de Luís Eduardo Magalhães.

Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)

Meninas do Papo de Pijama Iniciam as gravações e prometem causar com muita sensualidade

Fhelipe Gomes se diverte em bastidores de “Cúmplices de um Resgate”