em

União pelo crescimento do Matopiba deu o tom do lançamento da Bahia Farm Show em Palmas

Lançamento da Bahia Farm Show em Palmas. Foto: Divulgação
Lançamento da Bahia Farm Show em Palmas. Foto: Divulgação

A 12ª edição da Bahia Farm Show foi lançada em Palmas (TO), no dia 15 de abril. O evento contou com a presença de profissionais de Comunicação, agricultores e do secretário de Desenvolvimento Rural de Palmas, Roberto Sahium, que conheceram os detalhes e novidades da maior feira de tecnologia agrícola e negócios do Norte-Nordeste do Brasil que, neste ano, será realizada de 24 a 28 de maio, no município de Luís Eduardo Magalhães (BA).

Durante o evento, o presidente da Bahia Farm Show, o agricultor Júlio Cézar Busato, explicou que os estados que compõem o Matopiba compartilham os mesmos problemas e, portanto, necessitam das mesmas soluções. “A nossa logística aumentou o valor nos últimos anos. As ferrovias estão abandonadas e os portos lotados”, disse Busato, justificando a importância de todos os agricultores do Tocantins participarem, no dia 24 de maio, às 14h, do Fórum “Matopiba: potencialidades e desafio” que será realizado dentro da Bahia Farm Show, com transmissão ao vivo, para todo o país, através do Canal Rural.

Segundo Busato, um estudo da Embrapa sobre o Matopiba registrou que a região tem um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) muito ruim; com alguns bolsões de riqueza onde existe geração de renda, o que não representa a maior parte da região. “O que a ministra está tentando fazer é resolver o problema de logística e transporte e melhorar a vida de produtores que têm renda muito baixa e que estão em grande numero. O projeto é bom e deve continuar”, disse Busato ao defender a criação da Agência Matopiba.

Acreditando que a região tem capacidade de crescer, Busato irá, na próxima semana, visitar os presidentes das seis instituições financeiras que participarão da 12ª edição da Bahia Farm Show, para reafirmar que “o Matopiba é uma região que já mostrou sua força e o quanto ainda tem para crescer”.

“Nós temos, só nos Oeste da Bahia, 3,5 milhões de hectares para serem incorporados ao sistema produtivo e, no Matopiba, cerca de 8 milhões de hectares. Vou dizer que eles invistam no Matopiba porque terão retorno. Todos eles estarão indo pra Bahia Farm Show, no mínimo, com o mesmo valor de crédito de 2015”.

Quando perguntado sobre a expectativa de volume de negócios para 2016, Busato disse não haver ilusão de superação de resultados, mas que é preciso ter continuidade e não se deixar abater pela crise. “A venda de máquina agrícola caiu cerca de 55%, o que é muito ruim. O agronegócio vinha crescendo na ordem de 7 a 8% mas, nos últimos anos, enfrentamos o El Niño e nossas colheitas foram afetadas. Eu diria que este último ano foi um dos piores”. Para ele, tudo dependerá do tipo de crédito que os bancos vão disponibilizar e também do Plano Safra que está para ser anunciado.

O próximo lançamento regional da Bahia Farm Show será no dia 29 de abril em Bom Jesus do Gurguéia (PI). A Feira é realizada pela Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) com o patrocínio do Banco do Brasil, Bradesco, Banco do Nordeste, Caixa Econômica Federal, Desenbahia, Santander, Senar/Faeb, Governo do Estado e Governo Federal.

PUBLICIDADE

Publicidade

Teste grátis por 14 dias. Se você gostar, assine utilizando o cupom: U4FJXY7TLEPVTET e ganhe 20% de desconto durante 1 ano. Saiba mais em: Conheça o G Suite



Loading...

Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)

PUBLICIDADE

Mister Brasil Matheus Gouveia realiza ensaio em homenagem ao dia do Índio

Carol Saraiva é capa da revista Super Treino e dá dica para o bumbum perfeito