em

Papa nomeia Dom João Cardoso bispo de Bom Jesus da Lapa (BA)

Dom João Cardoso. Foto: Divulgação/CNBB
Dom João Cardoso. Foto: Divulgação/CNBB

No dia 24 de junho de 2015, o Papa Francisco nomeou Dom João Santos Cardoso 4º Bispo da Diocese de Bom Jesus da Lapa, transferindo-o da Diocese de São Raimundo Nonato – Piaui. A diocese de Bom Jesus da Lapa ficou vacante quando Dom José Valmor César Teixeira assumiu a Diocese de São José dos Campos em 17 de maio de 2014. Desde aquela data, Dom Josafá Menezes da Silva, Bispo de Barreiras, acumulou as funções de Administrador Apostólico.
A Diocese de Bom Jesus da Lapa foi criada pela Bula Christi Eclesia em 21 de julho de 1962 e instalada em 16 de fevereiro de 1963. A área territorial é 56.000 m2. População de 360.000 habitantes. 15 Municípios. 15 Paróquias e Santuário Gruta do Bom Jesus.
Teve três bispos diocesanos, um coadjutor e administrador apostólico: 1º Bispo Diocesano: Dom José Nicomedes Grossi, 16.02.1963 até 18.04.1990; Bispo Coadjutor: Dom João Nilton dos Santos Souza, 06.08.1986 até 30.08.1988; 2º Bispo Diocesano: Dom Francisco Batistella, CssR, 29.06.1990 até 18.04.2009; 3º Bispo Diocesano: Dom José Valmor César, 18.04.2009 até 17.05.2014; Administrador Apostólico: Dom Josafá Menezes da Silva: 17.04.2014 até posse do 4º Bispo, Dom João Cardoso.
Nasceu no dia 03 de dezembro de 1961, 54 anos, no Município de Dário Meira, Estado do Bahia, filho de João Francisco Cardoso e Maria Ferreira dos Santos. O ciclo inicial de sua formação ocorreu na cidade natal.

 

Bacharelado em Filosofia no Seminário Maior do Nordeste de Minas em Teófilo Otoni (MG) e em Teologia no Instituto de Ilheús (BA). Licenciatura em Filosofia no Centro Universitário da Assunção (UNIFAI) SP; e o mestrado e doutorado em Filosofia na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, Itália.
Foi ordenado sacerdote da Arquidiocese de Vitória da Conquista em 1986, onde exerceu vários ofícios e ministérios. Pároco da Paróquia Nossa Senhora das Graças/Vitória da Conquista; Professor e Diretor do Instituto de Filosofia Nossa Senhora das Vitórias; Membro do Colégio de Consultores, do Conselho Presbiteral, do Conselho de Formadores e do Conselho Pastoral Arquidiocesano; Coordenador Arquidiocesano de Pastoral; Vigário Regional do Vicariato São Lucas e Representante do Clero no Conselho Regional dos Presbíteros (CRP).
Foi diretor acadêmico e professor do Seminário Arquidiocesano Nossa Senhora das Vitórias e também foi representante do Clero junto ao Conselho de Formadores da Arquidiocese.
No Mundo da Cultura, foi professor de filosofia, com doutorado na área pela Pontifícia Universidade Gregoriana em Roma. Ministrou aulas na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), onde também dirigiu o Programa de Formação de Professores da Educação Básica e coordenou o Núcleo de Estudos e Pesquisas Sobre Violência e Poder na Contemporaneidade (NUVIP).
Além de tudo isto, foi um importante interlocutor em Vitória da Conquista e Região dos temas sociais e humanos em defesa da vida e dos princípios de sociabilidade, fraternidade e solidariedade humana.
Foi nomeado pelo Papa Bento XVI como Bispo de São Raimundo Nonato no dia 14 de dezembro de 2011, ordenado em 12 de fevereiro de 2012 e tomou posse em 17 de março de 2012.
Como lema episcopal escolheu a frase latina “In Eo Qui Me Confortat” (Fil 4,13) (Naquele que me fortalece), que demonstra a atitude de fé e obediência, de plena confiança e entrega do Bispo ao Senhor na certeza de que Nele se encontra a força e a graça para desenvolver sua missão.

PUBLICIDADE

Publicidade

Teste grátis por 14 dias. Se você gostar, assine utilizando o cupom: U4FJXY7TLEPVTET e ganhe 20% de desconto durante 1 ano. Saiba mais em: Conheça o G Suite



Loading...

Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)

PUBLICIDADE

Papa fala sobre reflexos dos conflitos familiares nos filhos

Revista Sexy entrevista Celso Russomano, na edição de julho de 2015