em de

Pastoral da Juventude realiza o DNJ em Tabocas do Brejo Velho

Dia Nacional da Juventude 2014 em Tabocas do Brejo Velho-BA
Dia Nacional da Juventude 2014 em Tabocas do Brejo Velho-BA. Foto: Adamy Gianinni/Folha Geral

A Pastoral da Juventude (PJ) da Diocese de Barreiras, realizou neste último domingo (19), o DNJ (Dia Nacional da Juventude) em Tabocas do Brejo Velho, no Oeste da Bahia. De nível Vicariato II, teve como tema: “Feitos para sermos livres, não escravos”. O evento começou com uma passeata da entrada da cidade até a Igreja Matriz, onde foi realizada a celebração da Missa presidida pelo Pe. Clenilson Lima e concelebrada pelo Pe. Edísio Amaral (pároco da matriz).

Ao terminar a celebração os jovens com muita animação, fizeram uma caminhada pelas principais ruas da cidade com destino ao ginásio poli esportivo Julião Cavalcante de Araújo, onde foi feita a concentração com brincadeiras, teatros, dinâmicas e animações.

Em uma reflexão, Samanta Gardelha que é coordenadora da PJ Diocesana, falou sobre a jovem que havia se suicidado em Barreiras, incentivando a juventude a enfrentarem seus desafios e lutarem pelos seus objetivos. Já no teatro, as brincadeiras típicas da PJ nacional e diocesana.

O evento reuniu os jovens das paróquias do Vicariato II da Diocese de Barreiras, que é composto por 7 (sete) cidades: Angical, Baianópolis, Cristópolis, Cotegipe, Wanderley, Brejolândia e Tabocas do Brejo Velho. Esteve presentes equipe da CEBs (Comunidade Eclesiais de Base) liderado por Glaucimar, coordenadora da PJ Diocesana (Samanta Gardelha), Articulador Regional do Vicariato III (Eric Gamaliel), coordenadora da PJ de Tabocas (Gleice) e assistentes.

O DNJ surgiu em 1985, durante o Ano Internacional da Juventude, promovido pela Organização das Nações Unidas. Estava evidente que a juventude precisava mobilizar-se e construir espaços de participação, para pensar e repensar uma nova sociedade.

Todos os anos organiza-se um dia de festa da juventude, sempre com um tema importante a ser debatido e trabalhado com grupos. Nos dizeres de Dalmo Coelho C. Filho, “a juventude brasileira é uma das parcelas mais sofridas da sociedade (a mais atingida pelo desemprego e pela violência), mas a alegria e a vontade de estar junto também são uma de suas marcas”.

A realização do DNJ acontece todos os anos no último domingo do mês de outubro, exceto em ano eleitoral, quando se antecipa ou a celebra em domingo posterior.

 
 
 

 

 

 
Por Adamy Gianinni
adamy@folhageral.com/arquivo.br
PUBLICIDADE

Publicidade

Teste grátis por 14 dias. Se você gostar, assine utilizando o cupom: LC3JQAWPE3XK74E e ganhe 20% de desconto durante 1 ano. Saiba mais em: Conheça o G Suite



Loading...

Adamy Gianinni

Jornalista, blogueiro, fotógrafo, universitário, flamenguista de ❤ e escritor iniciante.

PUBLICIDADE

A globeleza do povo para o Salgueiro

Padre Marcelo fala sobre suposta investigação do Vaticano, depressão e peso