em ,

Diga não ao bloqueio da sua Internet fixa

Diga nao ao bloqueio da sua Internet fixaImagina a cena: você está na Internet assistindo a um vídeo, filme ou simplesmente usando as redes sociais e, de repente, a operadora corta o acesso ou diminui a velocidade da sua rede porque você atingiu o limite da franquia contratada.

Esta mudança é ilegal e vai dificultar a vida de todos aqueles que utilizam a Internet para lazer, trabalho e estudos.

O Marco Civil da Internet deixa claro que uma operadora de telecomunicações só pode interromper o acesso de um cliente à Internet se este deixar de pagar a conta.

A PROTESTE já entrou com uma ação judicial para impedir as operadoras de limitarem o acesso à Internet por meio de uma franquia, tanto em celular, tablets e outros dispositivos móveis quanto em conexões fixas.

Na ação foi pedida liminar contra as operadoras Vivo, Oi, Claro, TIM, e NET para que elas não possam comercializar novos planos com previsão de bloqueio à conexão no fim da franquia do 3G e da internet fixa.

E também para que sejam obrigadas a adequar suas práticas na contratação do serviço de conexão à internet aos termos do Marco Civil.

Assine a petição oficial e divulgue!

Quanto mais consumidores conectados a essa causa, maior será nossa chance de vitória na defesa de seus direitos.

O Folha Geral está na luta contra o “bloquei da internet fixa”, essa prática é ilegal e vai trazer a desigualdade social.

Vote agora no site da Proteste:

http://www.proteste.org.br/nossas-lutas/diga-nao-ao-bloqueio-da-sua-internet-fixa

Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)

Anatel suspende mudanças na banda larga fixa e exige mais transparência para acompanhamento da franquia

Neojiba inscreve para vagas nos núcleos Liberdade e São Bartolomeu