em de

Rachel Sheherazade, do SBT, já foi de “esquerda”

Rachel Sheherazade, apresentadora do SBT Brasil posa na bancada
Rachel Sheherazade, apresentadora do SBT Brasil posa na bancada

A apresentadora do SBT Brasil, Raquel Sheherazade, informou à coluna de Mônica Bergamo da Folha de S.Paulo que votou em Lula, mas se decepcionou.

“Eu era de esquerda. Pintei a cara para o Collor sair. Votei no Lula até ele ser eleito. Me decepcionei com o PT”. Hoje, vota “em pessoas, não em partidos”, declarou a jornalista. 

“Com a minha maturidade, passei a ter posicionamentos mais de direita do que de esquerda.” Cita o direito à vida e a propriedade como exemplo. 

Formada pela Universidade Federal da Paraíba, Sheherazade era apresentadora do jornal da TV Tambaú, afiliada ao SBT, em João Pessoa. Em 2011, ela fez um comentário sobre o carnaval que a projetou nacionalmente, pois o vídeo fez sucesso no Youtube.

Dias depois, a jornalista recebeu uma ligação de Leon Abravanel, sobrinho de Silvio Santos e diretor de produção do SBT. “Achei que fosse trote”, diz a apresentadora. O convite era para conhecer a rede em São Paulo. 

Ela trabalhava na emissora Tambaú e também era concursada em um tribunal como escrivã. O salário como jornalista na Paraíba não era o suficiente para pagar as contas. Ela não fala em dinheiro, mas o atual salário de apresentadora, em torno de R$ 150 mil, permitiu se mudar com o marido Rodrigo e os dois filhos, Clara, 5, e Gabriel, 3, para uma casa em Alphaville, bairro de Barueri, na Grande São Paulo, com complexo de condomínios de luxo.

Evangélica, ela defende o pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), presidente da Comissão de Diretos Humanos da Câmera dos Deputados. “Ele sofre perseguição religiosa”, diz ela, sobre o parlamentar que defende projetos de “cura gay”. Informações Bol

PUBLICIDADE

Publicidade

Teste grátis por 14 dias. Se você gostar, assine utilizando o cupom: LC3JQAWPE3XK74E e ganhe 20% de desconto durante 1 ano. Saiba mais em: Conheça o G Suite



Loading...

Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)

PUBLICIDADE

Liminares contra STJD expõem conflito entre esporte e Justiça comum

LEM: Assaltante, ruim de volante, capota carro recém roubado