em de

Exposição com pintura corporal ‘para o trânsito’ no centro de Macapá

Pintura corporal dura em média 2 horas para ser concluída, diz artista. ‘Kalçadarte’ expõe produções artísticas em uma esquina de Macapá

Modelo Samara Coutinho, de 20 anos, com o corpo pintado, em Macapá (Foto: Gabriel Penha/G1)
Modelo Samara Coutinho, de 20 anos, com o corpo pintado, em Macapá. Foto: Gabriel Penha/G1

O corpo de uma modelo sendo trabalhado para a exposição viva da arte de Dalto Saraiva e Marconi Silva chamou a atenção de motoristas e pedestres que cruzavam a Rua Leopoldo Machado com a Av. Duque de Caxias, no centro de Macapá, na manhã deste domingo (10). A obra é a uma das principais atrações da ‘Kalçadarte’, evento artístico promovido aos domingos por artistas amapaenses reunidos para a produção de esculturas, pinturas, exposição de fotografias e composição de músicas.

Pintura corporal levou 2 horas para ficar pronta (Foto: Gabriel Penha/G1)
Pintura corporal levou 2 horas para ficar pronta. Foto: Gabriel Penha/G1

Na execução da pintura corporal, que dura em média 2 horas para ser concluída, Dalto Saraiva falou sobre a precisão, característica fundamental, segundo descreveu, para a obra corporal. “Com essa técnica é possível criar formas em um corpo, seja de homem ou de mulher. Nesse caso estamos retratando um pouco da nossa realidade amazônida, abusando do verde e do amarelo de uma tinta específica para esse tipo de produção”, detalhou o artista.

A modelo Samara Coutinho, de 20 anos, contou que posa para esse tipo de produção há 6 meses. Segundo ela, exibir o corpo dessa forma necessita de tranquilidade, de modo a “exaltar mais a pintura do que as formas da modelo”.

Obras são expostas em calçada de uma esquina de Macapá (Foto: Gabriel Penha/G1)
Obras são expostas em calçada de uma esquina
de Macapá. Foto: Gabriel Penha/G1

“Me sinto um produto da arte. O fato de ser um pouco extrovertida desde pequena facilitou para que aceitasse o convite de posar assim, de certa forma é uma liberdade artística”, declarou Samara, que já teve o corpo pintado em eventos como a Expofeira Agropecuária e o Macapá Verão.

Kalçadarte
Em torno de 20 artistas amapaenses expõem e comercializam produções na esquina da arte, onde também são confeccionadas obras. Marconi Silva, um dos pintores da modelo, também realiza desenhos com grafite representando famosos, ou pessoas comuns, por encomenda. Durante a reportagem, ele estava finalizando um desenho da atriz americana Sandra Bullock.

Marconi Silva exibindo pintura em grafite da atriz americana Sandra Bullock (Foto: Gabriel Penha/G1)
Marconi Silva exibindo pintura em grafite da atriz
americana Sandra Bullock. Foto: Gabriel Penha/G1

“Um retrato a grafite leva em torno de 1 hora para ser produzido, e usa uma técnica que exige rapidez nos traços e precisão”, especificou Silva.

A exposição ao ar livre ocorre há pouco mais de 6 meses no local. A idealizadora do projeto, Karla Regina, ofereceu o muro da própria casa para a exposição das obras de arte de artistas como Gibran Santana, Deoclides Rocha, Nelson Baltazar, João Vítor, Wagner Ribeiro e Osmar Júnior.

“Começamos nesse mesmo local com um ateliê de referência, mas o espaço era pequeno e com pouca visibilidade, então abrimos a porta e trouxemos para a calçada. O sucesso e as vendas foram imediatos, isso é uma forma de empreendedorismo com a arte, que além da exposição do belo, pode resultar na venda de uma peça”, frisou Karla. Na Kalçadarte é possível encontrar obras com preços que variam de R$ 30 a R$ 1,5 mil.

Samara Coutinho expõe a arte amazônida (Foto: Gabriel Penha/G1)
Samara Coutinho expõe a arte amazônida. Foto: Gabriel Penha/G1

G1

PUBLICIDADE

Publicidade

Teste grátis por 14 dias. Se você gostar, assine utilizando o cupom: LC3JQAWPE3XK74E e ganhe 20% de desconto durante 1 ano. Saiba mais em: Conheça o G Suite



Loading...

Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)

PUBLICIDADE

Deborah Secco exibe suas curvas em revista

Incêndio destrói escola em Barreiras