em

‘Tapetão’: CBF denuncia Inter por falsificação de documentos

A entidade alega que o clube adulterou e-mails para convencer a justiça desportiva a punir o Vitória, e, assim, o Inter livrar-se do rebaixamento

CBF. Foto: Reprodução/Facebook

A CBF foi ao Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta sexta-feira para denunciar o Internacional por falsificação de documentos no caso envolvendo o zagueiro Victor Ramos, do Vitória. O clube gaúcho tentava escapar do rebaixamento no Campeonato Brasileiro pedindo a punição do time baiano por uma suposta irregularidade na transferência do atleta. O STJD arquivou nesta quinta-feira o pedido do Inter.

O Internacional alegou que a negociação de Victor Ramos foi feita de maneira irregular. O zagueiro pertence ao Monterrey, do México, e foi emprestado ao Vitória nos moldes de uma transferência nacional, pois seu Certificado de Transferência Internacional (ITC, na sigla em inglês) ainda se encontrava no Brasil. Isso se deve ao fato de o jogador ter atuado pelo Palmeiras antes de seguir para o Vitória.

A direção do Inter trouxe o caso à tona e apresentou ao STJD e-mails nos quais apontava “erros jurídicos” na transferência, acusando a CBF de adulterá-los. Com essa denúncia, a equipe gaúcha vislumbrava a possibilidade de tirar pontos do Vitória – no total seriam descontados todos os pontos do time baiano nas 26 partidas em que Victor Ramos atuou.

Inter, Vitória e Sport continuam ameaçados de rebaixamento, e jogam neste fim de semana a última rodada do Brasileirão.

A CBF contestou tais acusações do Inter e disse, em comunicado divulgado no site da entidade, que o clube falsificou os e-mails para conseguir argumentar no tribunal e, assim, escapar da zona da degola via “tapetão”, jogando o Vitória para baixo da tabela. A denúncia da CBF pode ir até ao Ministério Público Federal se for acatada. Confira abaixo a nota na íntegra.

Tendo em vista a matéria veiculada pela imprensa relacionada ao registro do atleta Victor Ramos, do Esporte Clube Vitória, a Confederação Brasileira de Futebol esclarece que arguiu hoje, no Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), a falsidade de e-mails atribuídos ao Sr. Reynaldo Buzzoni, Diretor de Registro e Transferência da entidade. Tal documentação, apresentada e juntada aos autos do processo pelo Sport Club Internacional, teve sua autenticidade impugnada por ser desprovida de fé, conforme procedimento hoje protocolado no STJD.

Informações da revista Veja.com

PUBLICIDADE

Publicidade

Teste grátis por 14 dias. Se você gostar, assine utilizando o cupom: U4FJXY7TLEPVTET e ganhe 20% de desconto durante 1 ano. Saiba mais em: Conheça o G Suite



Loading...

Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)

PUBLICIDADE

Roraima deporta 450 venezuelanos em situação irregular no país

Luzes do Natal serão acesas neste domingo