em

Presidente da WBPF Brasil pede para musa fitness desmentir acusação de assédio

Gabriela Bayerlein
Gabriela Bayerlein. Foto: Ricardo Sakai / M2 Mídia

A musa fitness Gabriela Bayerlein denunciou um dos jurados do concurso promovido pela WBPF por assédio. O presidente da federação entrou em contato com o representante da competição no Brasil que pediu para a beldade desmentir a denúncia. Gabriela não só mantém a acusação como tem provas e está entrando com uma ação judicial.

“A imprensa internacional divulgou o ocorrido e, logo o presidente da WBPF Brasil entrou em contato pedindo que desmentisse. Jamais eu faria isso, eu sou a vítima, não falei nenhuma mentira… tenho provas e vou até o fim! Gastei muito dinheiro para me preparar para a competição. E agora? Quem vai devolver o dinheiro que gastei? Eu saí da competição com uma mão na frente e a outra atrás”, confessa.

A musa fitness é empoderada e não leva desaforo para casa. Gabriela Bayerlein não quer saber de papo com os representantes do concurso.

“Eu sou mulher, filha e mãe, nunca vou aceitar ser desrespeitada por homem nenhum. Não tenho mais nada para falar com a diretoria da WBPF, tentei resolver entre nós, o resultado foi esse. Agora é bola pra frente e esperar que a justiça seja feita, e que outras mulheres saiam de seus ‘casulos’ e abram a boca”, incentivou.

Gabriela Bayerlein
Gabriela Bayerlein. Foto: Ricardo Sakai / M2 Mídia
Gabriela Bayerlein
Gabriela Bayerlein. Foto: Ricardo Sakai / M2 Mídia

Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)

Criança chorando, bullying

Relação entre a obesidade e o bullying

Lula deixa Sindicato dos Metalúrgicos e segue para o aeroporto de Congonhas