em

Saiba quando vale a pena inserir superalimentos na dieta

Ilustração. Foto: Divulgação

Diferentemente dos alimentos consumidos no dia a dia, os superalimentos funcionam como suplementos da dieta. Eles podem ser usados, por exemplo, para acompanhar vitaminas, iogurtes e até bolos. Mas, afinal, para que servem?

Esses produtos visam o aumento da saúde e alguns desejos específicos, como o ganho de massa magra e o emagrecimento. Eles são desenvolvidos a partir de alimentos naturais e, por isso, são altamente nutritivos.

Eles são chamados de “super” alimentos, porque possuem em sua fórmula mais nutrientes importantes do que um alimento comum. Ou seja, eles têm altas concentrações de algumas substâncias que fazem bem ao organismo.

O uso dos superalimentos, porém, não está desvinculado de uma rotina saudável. Não adianta se alimentar todos os dias de fast food e usar desse tipo de suplementação para perder peso. O efeito desses produtos não é direto, mas um potencializador dos bons hábitos.

Como consumir os superalimentos

Os superalimentos podem ser consumidos por qualquer pessoa que deseje ter mais saúde, independentemente da idade. Como já dissemos, eles podem ser incorporados às receitas, para garantir uma dose extra de nutrientes.

O ideal é que esse prato também esteja de acordo com os objetivos da pessoa. Por exemplo: se a intenção for emagrecer, o superalimento pode acompanhar um bolo ou massa integral no café da tarde. Bastante saborosos, esses produtos ajudam ainda a deixar as receitas mais saborosas.

O consumo dos superalimentos não deve ser isolado, mas um complemento de uma dieta balanceada. É importante destacar que o indivíduo não pode esperar resultados instantâneos. Esses produtos trazem benefícios a médio e longo prazo.

O que consumir

Segundo o site da Q48, uma das maiores fabricantes de superalimentos no Brasil, esses produtos podem garantir: mais energia, aumento da imunidade, menos estresse, memória mais potente e corpo menos inchado.

Mas isso irá depender do superalimento consumido. Da mesma forma que cada fruta tem uma quantia maior de determinadas vitaminas, cada produto possui benefícios específicos. Portanto, o consumidor precisa observar as especificações do que deseja consumir ou buscar os alimentos de acordo com as necessidades.

Nos dias atuais, o que não faltam são opções de superalimentos para incorporar à dieta. Entre elas estão camu camu, maçã, morango e até proteína vegetal das lentilhas. Há ainda substâncias para fazer shakes, como o já popular Whey Protein.

PUBLICIDADE

Publicidade

Teste grátis por 14 dias. Se você gostar, assine utilizando o cupom: U4FJXY7TLEPVTET e ganhe 20% de desconto durante 1 ano. Saiba mais em: Conheça o G Suite



Loading...

Da Redação - Conteúdo Especial ★

Conteúdo fornecido por colaboradores não representam a opinião do portal

PUBLICIDADE
Startups orientadas pelo Instituto TIM são finalistas em torneio de tecnologia da Harvard e do MIT

Startups orientadas pelo Instituto TIM são finalistas em torneio de tecnologia da Harvard e do MIT

Policlínica

Mais sete policlínicas devem ser entregues até o final do primeiro semestre de 2019