em

Campanha de descarte de resíduos perigosos amplia postos de coletas de pilhas e baterias no Oeste da Bahia

Com 35 pontos espalhados pela região, a iniciativa contabiliza mais de 100 quilos de resíduos radioativo coletados adequadamente

Foto: Divulgação
Campanha de descarte de resíduos perigosos amplia postos de coletas de pilhas e baterias no Oeste da Bahia. Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Muitas pessoas não têm consciência da importância de se descartar de forma correta as pilhas e baterias, mas outras tantas pensam de forma diferente e praticam o descarte adequado delas. Contando com essa atitude, a Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e a Associação Baiana de Produtores de Algodão (Abapa) se juntaram à Retec Coleta de Resíduos e começaram a oferecer alternativas para o descarte correto destes itens, que são radioativos e merecem um rejeite adequado. Assim, as três instituições implantaram os pontos de coleta nas zonas urbana e rural, onde este tipo de material é encaminhado de forma correta para outras empresas que possuem toda a documentação prevista em lei para o manuseio e reciclagem, sem oferecer risco às pessoas e ao meio ambiente.

Em apenas sete meses de existência, o projeto de descarte de resíduos sólidos, realizou duas coletas e já reúne números surpreendentes: até agora, foram cerca de 110 kg de material, entre pilhas e baterias. A ação foi acompanhada pela equipe do Centro Ambiental da Aiba e de técnicos da Retec. Os grupos percorreram os postos de coleta instalados nas sedes da Aiba, Abapa, Embasa, Ibama, Receita Federal, Sefaz, Sematur, Unifasb, Superintendência do Banco do Brasil e nas rádios Vale e Barreira.

“Sabemos que a reciclagem tem grande significado não só para o meio ambiente como também para os processos produtivos, pois com ela recuperam-se materiais que podem voltar a ser usados sem que seja necessário retirá-los da natureza. Só se pode reciclar aquilo que é recolhido de forma correta e é justamente aí que o produtor rural entra com toda sua preocupação e esforços desmedidos para estar sempre afinado quando a palavra de ordem é a sustentabilidade”, afirma o produtor rural e também diretor administrativo da Aiba, Valter Gatto, que acompanhou parte desta última coleta.

Campanha de descarte de resíduos perigosos amplia postos de coletas de pilhas e baterias no Oeste da Bahia. Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Ponto de destaque, responsável pela maior coleta dos últimos meses, a Unifasb arrecadou um valor aproximado de 10kg dos resíduos. Parceiro deste projeto, o professor Jorge Júnior destaca a importância de trabalhar em prol da sustentabilidade. “Como coordenador do curso de agronomia da instituição, precisamos dessa parceria mútua. Procurei dividir a tarefa com todos os outros professores e coordenadores, para que pudéssemos estimular não só o nosso alunado, mas também funcionários do corpo administrativo, demais gestores e prestadores de serviço. Foi um trabalho feito por todos, mas a Aiba e Abapa colhem os elogios pela iniciativa de um projeto incansavelmente importante e que só tende a agregar no cuidado com o meio ambiente”, reforça Jorge.

Outro ponto, que também alcançou resultados significativos de coleta foi a Secretaria de Meio Ambiente e Turismo (Sematur). Parceiro da iniciativa, o secretário Demósthenes Júniormobilizou toda sua equipe para a realização da coleta. “Esse projeto, realizado pela Aiba, Abapa e Retec veio para contribuir muito com a região. É um instrumento vivo de educação ambiental, e nós da Secretaria estamos sempre abertos a propostas como essa. Os resíduos como pilhas e baterias apresentam um grande perigo quando são descartados de forma inadequada. Recolhê-los é sumariamente importante, pois diminuem os impactos ambientais, devido suas composições em metais pesados como chumbo, mercúrio e cádmio, evitando também danos à saúde humana”, relata.

Capitaneado pela Diretoria de Meio Ambiente e Irrigação da Aiba, a intenção do projeto é provocar na população a conscientização em relação aos bons hábitos ambientais, que começam dentro do próprio lar, com a iniciativa de separar o lixo orgânico de materiais recicláveis, por exemplo.

Campanha de descarte de resíduos perigosos amplia postos de coletas de pilhas e baterias no Oeste da Bahia. Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Abaixo a lista dos locais para o descarte adequado dos resíduos. Veja o ponto mais próximo de sua rotina e contribua para o meio ambiente mais saudável:

BARREIRAS:

  1. Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba)/ Associação Baiana dos Produto – res de Algodão (Abapa)
  2. Universidade do Estado da Bahia (Uneb)
  3. Centro Universitário São Francisco de Barreiras (UNIFasb)
  4. Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob)
  5. Centro Territorial De Educacao Profissional Da Bacia Do Rio Grande (Cetep)
  6. Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras
  7. Unidom
  8. Inema
  9. Ibama
  10. Secretaria de Meio Ambiente e Turismo
  11. Secretaria da Fazenda
  12. Receita Federal
  13. Banco do Brasil
  14. Embasa
  15. Rádio Barreiras
  16. Rádio Vale
  17. Secretária de Meio Ambiente e Turismo (SEMATUR)
  18. 4º Batalhão de Engenharia e Construção (4º BEC)
  19. Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL)
  20. Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CREA-BA)
  21. Colégio Municipal de Aplicação Octavio Mangabeira Filho
  22. Colégio Municipal São João Riachinho
  23. Escritório da Fazenda Zuttion
  24.  Escritório do Condomínio Gatto
  25.  Fermacom
  26. Hospital Central
  27. TV Oeste
  28. Parque Solar Sertão Barreira

LUÍS EDUARDO MAGALHÃES:

  1. Parque Vida Cerrado
  2. Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa)
  3. Fundação Bahia
  4. Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob)

FORMOSA DO RIO PRETO:

      1.Secretaria de Meio Ambiente

SANTA MARIA DA VITÓRIA:

  1. Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob)
      

CORRENTINA:

1.     Secretária Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos



Patrocinador
Loading...
Ilustração. Foto: Reprodução

A importância da prevenção no Direito do Consumidor

Foto: Divulgação

Primeira edição da Festa Literária de Uauá alcança mais de 10 mil de público durante os três dias de evento